ADORNO E HORKHEIMER: VIVÊNCIAS E RELATOS EXPERENCIADOS EM UMA ESCOLA DO INTERIOR PAULISTA.

Autores

  • Alessa Regina CARNIETTO
  • Antonio Francisco MARQUES

Resumo

A aproximação ao conhecimento clássico, a cultura erudita e as relevantes discussões a respeito da massificação da informação, destacando a baixa qualidade da comunicação contemporânea, as referências espúrias que permeiam a sociedade da agilidade, do consumismo e da volatilidade de ideias permitiram analisar como uma escola pública do interior paulista lidou com o acesso de crianças a espaços considerados exclusivos ao bom gosto, ao senso estético e ao comportamento elitizado de tratamento ao que é belo. Neste sentido, buscou-se dialogar com a equipe gestora, a fim de proporcionar a crianças de baixa renda aulas passeios a espaços como museu, pinacoteca, cinema, que lhes são negados em sua rotina. Propôs-se a experiência de identificar o que é rotineiro na vida destes estudantes e aquilo que lhes agrada. O objetivo desta vivência foi conhecer e propiciar aos jovens momentos de acesso a arte clássica. De modo que, ao final concluiu-se que diferente do achismo advindo do reforçar o que é usual, as crianças estão abertas ao desconhecido e opinam com veemência a respeito daquilo que lhes parece ou não interessante.

Downloads

Publicado

11/07/2021

Como Citar

CARNIETTO, A. R., & MARQUES, A. F. (2021). ADORNO E HORKHEIMER: VIVÊNCIAS E RELATOS EXPERENCIADOS EM UMA ESCOLA DO INTERIOR PAULISTA. ANAIS DO SEMINÁRIO FORMAÇÃO DOCENTE: INTERSECÇÃO ENTRE UNIVERSIDADE E ESCOLA, 4(4), p. 1–14. Recuperado de https://anaisonline.uems.br/index.php/seminarioformacaodocente/article/view/7436