A DOCÊNCIA FRENTE À EDUCAÇÃO DAS RELAÇÕES ÉTNICO-RACIAIS: VOZES DA SALA DE AULA

Wilker Solidade da SILVA

Resumo


A legislação se apresenta como referência para a concretização de uma pedagogia decolonial na ação docente, à medida que viabiliza a concretização de propostas para uma docência pautada na formação crítica do educando. Partindo dessa premissa, esta comunicação apresenta apontamentos reflexivos sobre a relação entre a prática docente e a temática étnico-racial na sala de aula, utilizando para isso os relatos escritos por professoras e professores em uma formação ofertada à docentes da rede municipal de ensino do estado do Paraná no ano de 2016. Com base em questionários abertos ao grupo de docentes participantes, aplicados durante o curso de formação, os dados obtidos indicam que, em maior ou menor escala, os professores conhecem direcionamentos possíveis para se solucionar situações de tensão no que se refere a discriminação e preconceito racial em sala de aula. Entretanto, a ausência de um debate sobre essa realidade nos cursos de formação inicial, bem como a inexpressiva realização de formações continuadas pelas redes de ensino estado, contribuiu para a inviabilização de uma prática docente voltada a criticidade no que se refere a diferença e a diversidade étnico-racial brasileira, bem como na construção de aparatos teórico-discursivos que possam ser trabalhados com os alunos e alunas.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.