NARRATIVAS DE LEITURA DE PROFESSORES: UMA ALTERNATIVA DE FORMAÇÃO

Maysa Rafaela Claudino SANTOS, Neide Araújo Castilho TENO

Resumo


 Esta pesquisa faz parte de uma pesquisa maior denominada “Memorias de professores: diálogos sobre o letramento e o ensino da Língua Portuguesa” com a finalidade de analisar como o sujeito viabiliza as modalidades orais e escrita da língua por meio de narrativas de professores. Este projeto justifica se por entender que tanto atividades leitura como as de produção textual, contribuem para o desenvolvimento da linguagem e da prática do professor, pois há como separar as modalidades de leitura e produção, entendendo assim, que temos dicotomias entre elas. O projeto que ora elaboramos, “Narrativas de leitura de professores: uma alternativa de formação” tem como finalidade identificar nas narrativas de professores as experiências de leitura realizadas e vivenciadas em diferentes contextos durante o seu processo de formação, partindo do pressuposto de que ao exercerem suas práticas de leituras em sala de aula, o professor pode cooperar de modo positivo na mediação da formação do aluno leitor, de modo que, se compreendermos as memórias dos professores conforme ensinam os pesquisadores, estas não restringirão ao simples fato de contar histórias ou memorizar ensino, mas compreender o exercício da docência, dar sentidos para os saberes construídos com a possibilidade de transformação na maneira de ensinar língua portuguesa. Teóricos como: KLEIMAN (2001), SOLIGO (2005), VAL TOLEDO (2005); PASSEGGI & SOUZA (2008), entre outros tem subsidiado o estudo. A metodologia utilizada no estudo é qualitativa e interpretativa (MINAYO, 1998), por meio de entrevistas com questões abertas e fechadas, sempre focado no objetivo da pesquisa, cujas respostas estão sendo registradas e transcritas em formas de narrativas e analisadas sob a luz da linguística aplicada.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.