INSERÇÃO PROFISSIONAL DE PROFESSORES INICIANTES DO CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA DA UEMS-DOURADOS

Priscilla Tiomi Hilahata PINHO, Andreia Nunes MILITÃO

Resumo


O presente trabalho tem como objetivo analisar a inserção de professores iniciantes oriundos da Licenciatura em Pedagogia da UEMS/Dourados, detendo-se nos seguintes aspectos: expectativas, dificuldades profissionais e análise do processo de inserção na docência de egressos em escolas de Educação Infantil e Ensino Fundamental/Anos Iniciais das redes públicas e privadas do município de Dourados/MS. Para tanto, recorre aos seguintes procedimentos de pesquisa: pesquisa bibliográfica, referente à temática e a elaboração e aplicação de questionário junto aos egressos do curso de Pedagogia (2016). Esta primeira coleta de dados objetivou captar as expectativas dos futuros egressos em relação a sua inserção na carreira docente. Os dados parciais indicam que a maioria (95%) dos egressos de Pedagogia são do sexo feminino. Em relação à cor, 45% dos egressos são brancos, 30% indígenas, 15% da cor parda, enquanto preto e amarelo somaram 5%. Sobre a renda familiar, 30% possuem uma renda de 1 a 2 salários mínimos, 25% renda entre 3 e 4 salários mínimos, 15% de 2 a 3 salários mínimos, 5% mais de 5 a 7 salários ou mais de 4 a 5 salários, enquanto 10% possuem uma renda de mais de 10 salários ou apenas de 1 salário mínimo. Os dados do questionário revelaram ainda que 72% dos egressos trabalham ou já trabalharam como professor por um período de 5 a 10 anos, 11% menos de 1 ano e 6% trabalhou de 1 a 2 anos como professor (a). Em relação ao nível/modalidade de ensino que desejam atuar, os dados mostraram que 41% têm preferência pelo Ensino Fundamental/Anos Iniciais, 34% no Ensino Médio e 25% indicaram interesse em atuar na Educação Infantil/Pré-escola. A segunda etapa da pesquisa investigará as possíveis dificuldades no exercício inicial da docência. 


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.