AS POLÍTICAS DE VALORIZAÇÃO DOCENTE NO MUNICÍPIO DE DOURADOS-MS

Taynara Tavares do NASCIMENTO

Resumo


A presente investigação tem como objetivo identificar e analisar as políticas educacionais que se destinam a valorização docente no âmbito do município de Dourados. Os procedimentos metodológicos utilizados constituem-se de pesquisa bibliográfica, pesquisa documental e questionário. Na primeira etapa realizamos a pesquisa bibliográfica no repositório de artigos Scielo a partir dos descritores: remuneração, formação inicial, formação continuada, carreira acadêmica, políticas docentes e políticas educacionais. A partir do descritor “remuneração” localizamos apenas um trabalho. A busca com o descritor “formação inicial” retornou um total de 31 artigos, destes apenas sete aproximam-se diretamente do nosso objeto de investigação. Encontramos 57 referências que versavam sobre “formação continuada”, destas selecionamos sete para análise. A partir do descritor “carreira acadêmica” foram encontradas três referências, tendo sido selecionadas dois artigos para análise. Obtivemos um retorno de quatro trabalhos com busca pela palavra-chave “políticas docentes”, destas selecionamos três para análise. Encerrando os procedimentos de busca, analisamos oito referências com o descritor “políticas educacionais”. A pesquisa bibliográfica indica, dessa maneira, uma escassez de trabalhos sobre valorização docente voltados, especificamente, para o município de Dourados-MS. A pesquisa documental centrou-se na análise do Plano Municipal de Educação, localizando as metas 15,16,17 e 18 voltadas para a valorização docente, nelas estão incluídas estratégias. Dessa maneira, vislumbra-se que a valorização docente a partir da análise deste normativo compreende formação específica de nível superior para os docentes de Ensino Fundamental e Educação Infantil, licenciatura plena em sua área de concurso/atuação (Estratégia 15.12); a construção da política municipal de formação continuada para os profissionais da educação de outros segmentos que não os do magistério (Estratégia 15.13); Piso Nacional do Magistério para uma jornada semanal de 20 horas (Estratégia 17.2). Conclui-se que as políticas de valorização docente seguem uma mesma lógica nacional, ou seja, centra-se em aspectos como formação e salário, mas descuida dos aspectos referentes as condições de trabalho e plano de carreira.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.