GALLETAS COM COZIDO, ESTÃO SERVIDOS?: literatura sul-mato-grossense, variação linguística enarrativa de aventurano 6º ano do EF

Autores

  • Carla Regina de Souza Figueiredo UEMS - Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul
  • Jessica Sotolani Manfré UEMS - Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul

Resumo

O presente trabalhoa presenta alguns resultados da pesquisa de Iniciação Científica (Edital UEMS/CNPq nº 01/2019 –PROPP/ UEMS –PIBIC) que investigou como a temática da variação linguística foi contemplada em livros didáticos disponibilizados pelo PNLD (Programa Nacionaldo Livro e Material Didático) aos estudantes da segunda etapa do Ensino Fundamental da escola municipal de Dourados (MS) Professora Efantina de Quadros, no ano de 2020. Aqui, analisou-se o primeiro capítulo da unidade cinco do LD Apoema: português (TEIXEIRA; SOUSA; FARIA; PATRESI, 2018), destinado aos estudantes do 6º ano, em que o gênero literário narrativa de aventura foi abordado. Respaldadas nas contribuições, sobretudo, da Sociolinguística, a partir de um roteiro proposto por Bagno (2007) e Lima (2014) para apreciação de livros didáticos quanto à variação linguística, verificou-se que Teixeira, Sousa, Faria e Patresi (2018), de modo geral, cumprem a exigência da BNCC (Base Nacional Comum Curricular) ao pontuarem as habilidades 55 (EF69LP 55 –Reconhecer as variedades da língua falada, o conceito de norma-padrão e o de preconceito linguístico) e 56 (EF69LP56 – Fazer uso consciente e reflexivo de regras e normas da norma-padrão em situações de fala e escrita nas quais ela deve ser usada) ao contemplarem gêneros textuais em que o reconhecimento da variação acontece pela reprodução da oralidade. No mesmo normativo, afirma-se que caberá aos sistemas e redes de ensino assim como às escolas incorporar aos currículos e às propostas pedagógicas a abordagem de temas vinculados às demandas e às características regionais ou locais do alunado. Desse modo, selecionou-se um texto literário (Galletas) do escritor sul-mato-grossense Brígido Ibanhes e se propôs atividades a fim de que fossem utilizados como material paradidático na abordagem da variação linguística no 6º ano do EF.

Biografia do Autor

Carla Regina de Souza Figueiredo, UEMS - Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul

Possui graduação em Letras pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS/2003), graduação em Direito pela Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS/2004), mestrado em Letras pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS/2006) e doutorado em Letras (Estudos da linguagem/ Linguística Aplicada) pelo Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS/2014). Atua como professora na Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS). Associada à ABRALIN e à ANFOPE. Tem experiência na área de Linguística, com ênfase em estudos de variação linguística, atuando principalmente nos seguintes temas: léxico, língua falada, contatos linguísticos, Toponímia, Geolinguística e Dialetologia, além de investigar temas relacionados à formação docente. Integra o Grupo de Estudos e Pesquisa "Políticas Educacionais e Formação de Professores" (GEPPEF - UEMS- UFGD). Atua como pesquisadora nos Projetos ATEMS - Atlas Toponímico do Estado de Mato Grosso do Sul; ALiB - Atlas Linguístico do Brasil - regional MS; A Reforma do Ensino Médio a partir da materialização da Lei 13.415/2017: percursos nas redes estadual e federal de Ensino Médio de Mato Grosso do Sul; e A configuração do Estágio Supervisionado nas licenciaturas da UEMS e UFGD e suas repercussões para a formação de professores. Colabora com o Projeto de Ensino Paulo Freire, desenvolvido no âmbito da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), que mensalmente realiza um Círculo de Leitura dos textos freirianos a fim de a) conhecer e apreender os conceitos e/ou as ideias compartilhadas por Paulo Freire ao longo de sua trajetória enquanto educador e b) associar os diferentes gênero textuais escolhidos pelo autor para socializar as suas experiências, de modo a propiciar aos acadêmicos e acadêmicas acesso ao pensamento freiriano e suas contribuições para o campo da formação de professores.

Jessica Sotolani Manfré, UEMS - Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul

Graduada em Letras com habilitação em Português, Inglês e suas respectivas literaturas na Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS). Durante a graduação, realizou pesquisa em Iniciação Científica na área de sociolinguística, com ênfase em variação linguística. Também realizou estágio na Editora da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) e em escolas da rede pública.

Downloads

Publicado

11/07/2021

Como Citar

Figueiredo, C. R. de S., & Manfré, J. S. (2021). GALLETAS COM COZIDO, ESTÃO SERVIDOS?: literatura sul-mato-grossense, variação linguística enarrativa de aventurano 6º ano do EF. ANAIS DO SEMINÁRIO FORMAÇÃO DOCENTE: INTERSECÇÃO ENTRE UNIVERSIDADE E ESCOLA, 4(4), p. 1–10. Recuperado de https://anaisonline.uems.br/index.php/seminarioformacaodocente/article/view/7525