SABERES POPULARES E EDUCAÇÃO INFORMAL: diálogos com a Educação Popular

Autores

  • Roberta Avila Pereira
  • Lisiane Claro
  • Rivânia Souza da Silva

Resumo

Aborda-se nestas páginas o diálogo entre a educação informal e a produção dos saberes populares junto à Educação Popular. O presente texto é parte de um estudo que está sendo desenvolvido no Programa de Iniciação Científica (PIBIC) da Universidade Federal do Tocantins com apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e vincula-se à proposta intitulada Educação popular, ambiente e cura: a universidade e os saberes outros, vinculado ao Grupo de Estudos sobre Educação Ambiental e Sustentabilidade – GEAS e também junto ao Grupo de Estudos e Pesquisas em História, Educação e Artes - GEPHEA. O estudo busca compreender como se dá a construção dos saberes populares nos espaços de educação informal, reconhecendo as possibilidades de abordar a concepção da Educação Popular. Desta forma, enquanto estrutura textual, o presente trabalho está organizado da seguinte maneira: primeiramente são tecidas algumas reflexões sobre a concepção da Educação Popular; no segundo momento, direciona-se o olhar sobre os contornos e perspectivas da educação informal. Por fim, traçam-se as considerações do estudo.

Downloads

Publicado

11/07/2021

Como Citar

Pereira, R. A., Claro, L., & Silva, R. S. da. (2021). SABERES POPULARES E EDUCAÇÃO INFORMAL: diálogos com a Educação Popular. ANAIS DO SEMINÁRIO FORMAÇÃO DOCENTE: INTERSECÇÃO ENTRE UNIVERSIDADE E ESCOLA, 4(4), p. 1–10. Recuperado de https://anaisonline.uems.br/index.php/seminarioformacaodocente/article/view/7514