O PROGRAMA RESIDÊNCIA PEDAGÓGICA (PRP) NUM CENÁRIO PANDÊMICO: COM A PALAVRA OS PROFESSORES DE QUÍMICA DA EDUCAÇÃO BÁSICA

Autores

  • Sidilvânio Alencar LIMA Universidade Federal da Grande Dourados
  • Adriana Marques OLIVEIRA Universidade Federal da Grande Dourados

Resumo

A presente pesquisa tem como objetivo investigar a realidade de três professores de Química da Educação Básica da rede estadual de ensino do Mato Grosso do Sul (REE/MS), participantes do Programa Residência Pedagógica (PRP) do subprojeto do Curso de Licenciatura em Química da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), no ano de 2020. Justamente, neste período foi declarada a transmissão comunitária causado pelo “novo coronavírus”, que ficou mundialmente conhecido como COVID-19. Para a constituição do material empírico utilizamos um questionário online por meio do Google forms, no qual continha 27 questões objetivas e subjetivas. O intento foi de investigar as compreensões dos professores vinculados ao PRP e articular com os pressupostos de Paulo Freire. Neste sentido, optamos pela abordagem metodológica qualitativa, e para análise do material empírico utilizamos a Análise de Conteúdo (AC). Os resultados nos indicaram acerca do desafio de ensinar e aprender vivenciado pelos professores de Química no contexto do PRP durante a pandemia do novo coronavírus.

Biografia do Autor

Sidilvânio Alencar LIMA, Universidade Federal da Grande Dourados

Discente do curso de Química- Licenciatura e Bacharel

Adriana Marques OLIVEIRA, Universidade Federal da Grande Dourados

Docente do curso de Química-Licenciatura (ensino)

Downloads

Publicado

11/07/2021

Como Citar

LIMA, S. A., & OLIVEIRA, A. M. (2021). O PROGRAMA RESIDÊNCIA PEDAGÓGICA (PRP) NUM CENÁRIO PANDÊMICO: COM A PALAVRA OS PROFESSORES DE QUÍMICA DA EDUCAÇÃO BÁSICA. ANAIS DO SEMINÁRIO FORMAÇÃO DOCENTE: INTERSECÇÃO ENTRE UNIVERSIDADE E ESCOLA, 4(4), p. 1– 9. Recuperado de https://anaisonline.uems.br/index.php/seminarioformacaodocente/article/view/7505