CARTAS À GUINÉ-BISSAU: Uma experiência de educação revolucionária

Autores

Resumo

RESUMO: Neste ensaio apresentamos os resultados alcançados no Seminário de avaliação final da disciplina “Tópicos Especiais em Currículo, Formação Docente e Diversidade: Ideias Pedagógicas de Paulo Freire” cursada como alunas regulares no Programa de Pós-Graduação strticto sensu em Educação, nível de mestrado, da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), Unidade de Paranaíba, no primeiro semestre de 2018. O seminário teve como objetivo analisar o impacto da obra Cartas à Guiné-Bissau do autor Paulo Freire, na educação. Para compreender o contexto da publicação da obra, fez-se necessário um levantamento bibliográfico   sobre o país Guiné-Bissau e o momento histórico que vivenciava no período. A leitura e análise do livro muito contribuíram para que pudéssemos compreender o trabalho de Freire realizado fora do Brasil e como os seus métodos podem contribuir significante na educação brasileira. Contudo, percebemos que para tanto, é necessário que haja um engajamento de todos dos setores envolvidos com a educação pública. 

Palavras-chave: Paulo Freire. Sistema educacional de Guiné-Bissau. Alfabetização de adultos.

Biografia do Autor

Alana Oliveira Barbosa, UEMS

História da Educação

Publicado

11/07/2021

Como Citar

Barbosa, A. O., & SALES, D. A. da S. (2021). CARTAS À GUINÉ-BISSAU: Uma experiência de educação revolucionária. ANAIS DO SEMINÁRIO FORMAÇÃO DOCENTE: INTERSECÇÃO ENTRE UNIVERSIDADE E ESCOLA, 4(4). Recuperado de https://anaisonline.uems.br/index.php/seminarioformacaodocente/article/view/7504