A INTERSECÇÃO ENTRE LÉXICO, CULTURA E SOCIEDADE NAS DESIGNAÇÕES PARA “MARIDO TRAÍDO”

Autores

Resumo

Este trabalho realiza um estudo diatópico e léxico-semântico das designações para “marido enganado”, documentadas no vocabulário dos habitantes das capitais do Brasil pelo Projeto Atlas Linguístico do Brasil (Projeto ALiB), com buscas a verificar possíveis traços de natureza sociocultural, histórico e geográfico no léxico do grupo investigado. Os dados aqui discutidos apresentam um recorte dos resultados da pesquisa de Mestrado de BENKE (2012) que teve como objeto de estudo o léxico na perspectiva dos tabus linguísticos relacionado aos aspectos da vida social e à dimensão mágico-religiosa. Foram apuradas 34 variantes lexicais para nomear o referente em questão, sendo que as cinco mais produtivas no conjunto dos dados analisados foram: corno, chifrudo, traído/marido traído, galhudo e boi. O estudo confirmou a estreita relação entre léxico e sociedade, revelando, pois, o modo de pensar e de viver do indivíduo ou do grupo social a que ele pertence, materializados, por sua vez, no repertório lexical investigado.

Downloads

Publicado

11/07/2021

Como Citar

BENKE, V. C. M. (2021). A INTERSECÇÃO ENTRE LÉXICO, CULTURA E SOCIEDADE NAS DESIGNAÇÕES PARA “MARIDO TRAÍDO”. ANAIS DO SEMINÁRIO FORMAÇÃO DOCENTE: INTERSECÇÃO ENTRE UNIVERSIDADE E ESCOLA, 4(4), p. 1–11. Recuperado de https://anaisonline.uems.br/index.php/seminarioformacaodocente/article/view/7496