PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA COMO FORMADORES NAS LICENCIATURAS DA UFGD: ANÁLISE DAS CONCEPÇÕES E PRÁTICAS DE ESTÁGIO

Autores

  • Isadora Adriana Pinheiro DOURADO
  • Andréia Nunes MILITÃO Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul

Resumo

A investigação em tela integra a pesquisa interinstitucional “A configuração do Estágio Curricular Supervisionado Obrigatório nas licenciaturas da UEMS e UFGD e suas repercussões para a formação de professores” que foi desenvolvida no Grupo de Estudos e Pesquisa Políticas Educacionais e Formação de Professores (GEPPEF). Este trabalho corresponde à etapa final da pesquisa que consiste na análise do perfil e das concepções dos professores da educação básica que supervisionam os estagiários das licenciaturas vinculados a Universidade Federal da Grande Dourados. Problematiza, no tocante, ao Estágio Curricular Supervisionado Obrigatório o papel que o mesmo desempenha na formação inicial de professores. Os procedimentos metodológicos adotados nesta pesquisa ancoram-se em uma abordagem qualitativa concernente ao mapeamento da produção acadêmica visando à aproximação do campo de pesquisa tendo como instrumento de coleta de dados, a aplicação de questionários e a realização de entrevistas para levantar o perfil e as concepções dos docentes da educação básica que acompanham/orientam o estágio curricular obrigatórios nas licenciaturas da UFGD. Participaram e colaboraram com este estudo, seis professoras da educação básica que supervisionaram as atividades de estágio das licenciaturas da UFGD. A pesquisa de campo apontou que nem todos os professores educação básica se identificam e atuam como formador de professor ao orientarem os estagiários, vinculando a isto, a necessidade de uma preparação para recebê-los. Dessa maneira, revelando a concepções desses profissionais no tocante aos agentes da formação de professores. Identificamos, ainda, as dificuldades desses professores no processo de acompanhamento dos estagiários, a questão da inexistência de diálogo entre a universidade e escola, bem como a ausência de orientação para esses docentes da educação básica receber os estagiários. Evidencia-se também que tais professores compreendem e valorizam de fato a aproximação do estagiário com a realidade educacional mediante o estágio, bem como reconhecem a influência do seu papel para atuação docente futura. Conclui-se que embora muito se discuta nos cursos de formação que o estágio e a atuação futura devem ser desenvolvidos à luz da aproximação da teoria com a prática, a necessidade de superação da dicotomia teórico-prática ainda é muito recorrente nesses contextos.

Downloads

Publicado

11/07/2021

Como Citar

DOURADO, I. A. P., & MILITÃO, A. N. (2021). PROFESSORES DA EDUCAÇÃO BÁSICA COMO FORMADORES NAS LICENCIATURAS DA UFGD: ANÁLISE DAS CONCEPÇÕES E PRÁTICAS DE ESTÁGIO. ANAIS DO SEMINÁRIO FORMAÇÃO DOCENTE: INTERSECÇÃO ENTRE UNIVERSIDADE E ESCOLA, 4(4), p. 1–12. Recuperado de https://anaisonline.uems.br/index.php/seminarioformacaodocente/article/view/7493

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>