A MENINA QUE APRENDEU A LER O MUNDO

Autores

  • Sara Santana Armoa da Silva Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
  • Melissa da Silva Escobar Secretaria Estadual de educação-Mato Grosso do Sul

Resumo

Este texto tem o objetivo de apresentar o processo de alfabetização na língua portuguesa de uma aluna equatoriana, estudante do Ensino Médio, no período noturno, em uma escola estadual em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. A partir de um relato de experiência são apresentadas algumas das dificuldades encontradas pelos imigrantes que chegam em um novo país. A falta de políticas públicas para essa população os deixa à margem da sociedade. Além disso, o não domínio da língua portuguesa é um fator que acentua a exclusão pois sem ela, adquirir um emprego, terminar os estudos e se comunicar de maneira geral torna-se extremamente difícil. Dessa forma, a equipe escolar a partir do pensamento de Paulo Freire, procurou ensinar a língua portuguesa para a estudante de maneira atrativa chegando à conclusão de que através de gibis esse processo seria mais dinâmico. Assim, mesmo frente às adversidades, quando a escola se propõe a oferecer uma educação emancipadora torna-se possível formar cidadãos conscientes e incluir todos na sociedade brasileira.

Downloads

Publicado

11/07/2021

Como Citar

Silva, S. S. A. da, & Escobar, M. da S. (2021). A MENINA QUE APRENDEU A LER O MUNDO. ANAIS DO SEMINÁRIO FORMAÇÃO DOCENTE: INTERSECÇÃO ENTRE UNIVERSIDADE E ESCOLA, 4(4), p. 1– 7. Recuperado de https://anaisonline.uems.br/index.php/seminarioformacaodocente/article/view/7455