FORMAÇÃO DE PROFESSORES NA UFGD: ANÁLISE DO ESTÁGIO OBRIGATÓRIO E DA PRÁTICA COMO COMPONENTE CURRICULAR NO CURSO DE LETRAS

Jonata Cristina dos SANTOS, Fabio PERBONI

Resumo


RESUMO: O presente trabalho está articulado à uma pesquisa mais ampla denominada “A configuração do Estágio Curricular Supervisionado (ECS) nas licenciaturas da UEMS e UFGD e suas repercussões para a formação de professores” desenvolvida no âmbito do Grupo de Estudo e Pesquisa Políticas Educacionais e Formação de Professores (GEPPEF). Para esse texto tratamos especificamente dessa temática com olhar específico para o curso de letras, objetivando identificar como se configuram o Estágio Curricular Supervisando e a prática como componente curricular na grade curricular do curso de letras. Entendemos que o Estagio e a Prática se configuram nos estudos da área como importantes espaços de articulação entre a teoria e a prática, essencial para a formação do professor. Para este estudo utilizamos de pesquisa bibliográfica e documental, nos referenciando nos autores da área para embasar a discussão e nos documentos que normatizam a formação docente em nível nacional como as DCN’s, Lei de estágio (BRASIL, 2008) e na Universidade como Regulamento Geral dos Cursos de Graduação e Regulamento de estágio. Da análise dos dados coletados identificamos que o Estágio está organizado em quatro disciplinas- Estágio Supervisionado em Língua Portuguesa I, Estágio Supervisionado em Língua Inglesa I, Estágio Supervisionado em Língua Portuguesa II e Estágio Supervisionado em Língua Inglesa II. Com sugestão de inicio no sétimo semestre atendendo o que preconiza a Diretriz de 2015. Em relação à prática como componente curricular esta se apresenta dispersa em 35 disciplinas. A partir desses dados cabe aprofundar a investigação com análise comparativa com outros cursos a partir das ementas contidas nos PPCs e também investigação das práticas. 

 

PALAVRAS-CHAVE: Formação Docente. Estágio Supervisionado. Prática.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.