DO ESPERADO AO VIVENCIADO: DESAFIOS E OPORTUNIDADES DE APRENDIZAGEM NO ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO EM LÍNGUA PORTUGUESA

Domitilla Medeiros ARCE, Eliane Aparecida MIQUELETTI

Resumo


Neste relato de experiência narramos algumas impressões resultantes de situações vivenciadas no decorrer de 2017, durante os estágios supervisionados obrigatórios em língua portuguesa, no Ensino Fundamental II (6° ao 9° ano) e no Ensino Médio, em duas escolas estaduais, em Dourados-MS e Itaporã-MS, respectivamente. O objetivo mais amplo do relato perpassa a descrição dos acontecimentos, almeja-se sobretudo trazer à luz algumas reflexões acerca dos desafios e dos conflitos enfrentados na prática docente, da aprendizagem propiciada pela experiência, da constatação vocacional (ou não) e da aplicabilidade de alguns conhecimentos teóricos adquiridos na graduação em Letras da UFGD – Habilitação em Português e Inglês. Desse modo, buscamos contribuir com a formação de professores, por meio do relato das situações experienciadas (exitosas ou não) nessa etapa tão importante que é o estágio. Assim, o trabalho emprega uma metodologia qualitativa de base interpretativa, tendo como aporte teórico, entre outros, as leituras de Freire (1997), Xavier (2009) e Santos; Riche; Teixeira (2015) envolvendo o ensino, a prática pedagógica, o trato com a língua portuguesa na escola, o estágio supervisionado. Destacamos a diferença entre os âmbitos escolares de duas instituições públicas de ensino, proporcionada, principalmente, pelo corpo discente no que tange à (in)disciplina, (des)respeito, (des)motivação e perspectivas de futuro.

PALAVRAS-CHAVE: Estágio supervisionado obrigatório. Língua Portuguesa. Rede pública de ensino. (Des)motivação.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.