APOIO PEDAGÓGICO DE MATEMÁTICA: UMA NOVA PERSPECTIVA PARA ALUNOS DA ESCOLA ESTADUAL PASTOR DANIEL BERG

Rafaela Cavalcante Guidio Alves

Resumo


A matemática é fundamental para o desenvolvimento de uma criança, para que ela esteja preparada para a vida adulta. Por outro lado, segundo artigo publicado na edição virtual da revista veja, um relatório da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) em Paris, 1,1 milhão de estudantes brasileiros não têm conhecimentos essenciais de matemática. Dos 2,7 milhões de alunos avaliados no Brasil, 1,9 milhão tinham dificuldades em matemática básica. No relatório também é recomendado que identifiquemos os estudantes com baixa performance e ofereçamos estratégias para a recuperação. Outro artigo descreve a experiência do russo Edward Frenkel, professor da Universidade da Califórnia em Berkeley quando visitou uma escola pública do Brasil, país que se encontra entre os piores do ranking na matéria. Frenkel afirmou que os professores deveriam transmitir conhecimento de forma atraente. Segundo ele “professores de matemática geralmente apresentam a disciplina de maneira muito seca e distante. Falam basicamente de números, quando, na verdade, a matemática é muito maior do que isso. É o dia a dia. E cada vez mais é preciso entender seus conceitos para viver bem no mundo moderno”. Justificamos assim o nosso interesse em desenvolver um trabalho que mostre para a criança que aprender Matemática pode ser divertido. O objetivo deste trabalho é oferecer apoio pedagógico para a melhoria na aprendizagem da Matemática dos alunos do 6° ano do Ensino Fundamental da Escola Estadual Pastor Daniel Berg. O projeto é desenvolvido em três modalidades: apoio pedagógico, desafios e oficinas. A escolha da escola se justifica pelo fato de a mesma ter nos procurado e solicitado um trabalho que pudesse auxiliar os alunos na aprendizagem da Matemática. Foi oferecido atendimento aos alunos semanalmente onde foram propostas listas de exercícios e problemas envolvendo raciocínio lógico. Além disso, nesses atendimentos trabalhamos com as dúvidas que os alunos trazem da sala de aula. Destacamos algumas das atividades desenvolvidas no segundo semestre de 2017: jogos de tabuleiro como o Gênio da Matemática; oficinas e gincana. Aos poucos os alunos apresentavam desenvolver um raciocínio mais rápido, além de terem cada vez mais interesse nas brincadeiras e jogos matemáticos. Em uma reunião com a coordenadora da escola, nos foram apresentados resultados referentes ao desempenho dos alunos em sala de aula. Nessa ocasião o projeto foi muito elogiado. O projeto é desenvolvido por dois bolsistas e um voluntário, cada um responsável por uma série, totalizando 20 crianças, sendo 10 crianças do 6 ano. No último bimestre nós oferecemos, a pedido da escola, auxilio para aqueles que realizariam o exame final escolar, desviando um pouco do nosso cronograma original de atividades. Além da mudança do Orientador do projeto que anteriormente era a Maria Aparecida Silva Cruz, sendo substituída por Marcelo Salles Batarce.


Texto completo:

Sem título

Apontamentos

  • Não há apontamentos.