SUJEITO, CULTURA E IDENTIDADE EM KARU TARU: O PEQUENO PAJÉ

Terezinha Garcia Cazuza Martinez, Paulo Henrique Pressotto

Resumo


Resumo: Este artigo busca analisar a obra Karu Taru: o pequeno pajé (2013), de Daniel Munduruku, ao focar a cultura e a identidade indígena em relação à natureza, aos rituais, às crenças, à liberdade e ao respeito do tempo em cada fase da vida. Foram utilizados, neste trabalho, conceitos sobre a literatura indígena de ALENCAR, 2001; MUNDURUKU, 2013; THIÉL, QUIRINO, 2001; LUCIANO, 2006; GRÚNA, 2012; CAVALCANTE, 2008; MUNDURUKU, 2014. Para este estudo, foram elencados os seguintes objetivos: apontar os aspectos da cultura e da identidade indígena no que tange às crenças, aos rituais e à natureza; verificar como a liberdade é representada na narrativa; mostrar a relação existente entre liberdade, cultura e identidade nos rituais e crenças do povo indígena; verificar no texto a relação do sujeito com a natureza para a concretização dos rituais promovidos pelo pajé. Com o trabalho, foi possível afirmar que a cultura é específica em cada povo e, por meio dela, tem-se a identidade, assim como a sobrevivência da etnia, de acordo com a história relatada.

 

Palavras-chave: Munduruku. Karu Taru: o pequeno pajé. Cultura. Identidade.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.