PESQUISAS SOBRE O TRABALHO DAS PROFESSORAS: A AUSÊNCIA DA PERSPECTIVA DE GÊNERO NAS ANÁLISES

Autores

  • Patrícia Ferreira Marassi

Resumo

Resumo: O presente artigo apresenta dados parciais um Projeto de Pesquisa que está sendo desenvolvido no Programa de Pós-Graduação em Psicologia na Universidade Federal da Grande Dourados. Os caminhos da pesquisa estão direcionados as mulheres professoras de fronteira da fronteira Brasil-Bolívia e suas relações de trabalho, alinhados à Psicologia Social. Temos como justificativa à totalidade de acontecimentos machistas e sexistas decorrentes das relações de gênero, assim como a urgência de uma reflexão teórica e crítica sobre a ausência de pesquisas desenvolvidas em áreas de fronteira e a carência de publicações que inserem a perspectiva de gênero que será apresentada por meio de dados obtidos através de um mapeamento nas bases de dados on-line. Este estudo tem natureza quali-quanti, em que a coleta de dados ocorreu por meio de um questionário e também foi utilizado um diário de campo. Portanto, a partir dos estudos e teorias feministas sobre o trabalho da mulher, nossa pesquisa tem o propósito de compreender, os múltiplos olhares e sentidos sobre a divisão sexual do trabalho e a sua influência na vida pública e privada destas mulheres.

Palavras-chave: Divisão Sexual do Trabalho. Trabalho de mulher. Gênero.

Downloads

Publicado

22/03/2020

Como Citar

Marassi, P. F. (2020). PESQUISAS SOBRE O TRABALHO DAS PROFESSORAS: A AUSÊNCIA DA PERSPECTIVA DE GÊNERO NAS ANÁLISES. ANAIS DO SEMINÁRIO SUL-MATO-GROSSENSE EM EDUCAÇÃO, GÊNERO, RAÇA E ETNIA, 2(2). Recuperado de https://anaisonline.uems.br/index.php/mseducacaogeneroracaetnia/article/view/6754

Edição

Seção

ST. 02 ESTUDOS DAS INTERSECCIONALIDADES CLASSE, DESIGUALDADE DE GÊNERO E SEXUALIDADE