PLANTAS ALIMENTÍCIAS NÃO CONVENCIONAIS (PANC) NA ESCOLA: AÇÕES PARA PROMOVER SUA VOLTA AO CAMPO E À MESA

Autores

  • Luan Otávio Fernandes Caetano
  • Jéssica Cristina da Silva
  • Mariana dos Santos Miranda
  • Márcia Conceição de Souza Silva
  • Lilian Giacomini Cruz- Zucchini

Resumo

A sigla PANC significa Plantas Alimentícias Não Convencionais. Em outras palavras, quer dizer
“todas as plantas que poderíamos consumir, mas não consumimos”. Elas representam espécies com
grande importância ecológica, atuando, junto a outras plantas, como barreiras protetoras do cultivo,
no entanto, são pouco difundidas e estudadas. São usadas na alimentação como verduras, hortaliças,
frutas, castanhas, cereais e até mesmo condimentos e corantes naturais. O termo Não Convencionais
significa que não são produzidas ou comercializadas em grande escala, cujo cultivo e uso podem
cair no esquecimento. Incentivar o seu consumo é uma forma de evitar que desapareçam do nosso
cotidiano, ajudando a valorizar as culturas alimentares nas quais estão presentes. Para o ambiente,
produzir uma PANC significa reconhecer espécies nativas cujo uso está desaparecendo e valorizar a
nossa biodiversidade, pois muitas delas ainda são subutilizadas como alimento. Com o objetivo de
contribuir para a disseminação desse conhecimento, os alunos do Programa Institucional de Bolsas
de Iniciação à Docência (Pibid), do curso de Licenciatura em Ciências Biológicas, da Universidade
Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS), unidade de Ivinhema, realizaram um estudo com alunos
do sétimo ano do ensino fundamental de uma escola pública estadual, que foi desenvolvido em três
encontros durante as aulas de Ciências. No primeiro encontro foram apresentados o significado e a
importância das PANC, as espécies de plantas que seriam trabalhadas, os valores nutricionais e os
pratos que poderiam ser feitos utilizando-as como ingredientes. No segundo momento foi realizado
o plantio das sementes das espécies estudadas e também de outras espécies em vasos na estufa da
escola. No terceiro momento foram utilizados recursos audiovisuais como o projetor multimídia
para exibição de vídeos para ampliar o conhecimento, distribuídas receitas impressas e foi oferecida
uma degustação de pratos à base de PANC. Ao final do estudo, foi aplicado um questionário
semiestruturado aos estudantes participantes, por meio do qual procurou-se saber suas opiniões
sobre os conhecimentos adquiridos, metodologias e recursos utilizados, etc. A partir da análise dos
dados obtidos, foi possível inferir que, a princípio, os estudantes não tinham conhecimento, nem
muito interesse sobre as PANC, mas com o desenvolver das atividades demonstraram-se mais
interessados e passaram a valorizar mais essas plantas que não faziam parte de sua alimentação
cotidiana. Com as ações demonstrativas e práticas, estimulou-se a curiosidade dos estudantes para
maior aprofundamento sobre o tema.

Downloads

Publicado

25/11/2019

Como Citar

Caetano, L. O. F., Silva, J. C. da, Miranda, M. dos S., Silva, M. C. de S., & Cruz- Zucchini, L. G. (2019). PLANTAS ALIMENTÍCIAS NÃO CONVENCIONAIS (PANC) NA ESCOLA: AÇÕES PARA PROMOVER SUA VOLTA AO CAMPO E À MESA. ANAIS DO EGRAD, 6(9). Recuperado de https://anaisonline.uems.br/index.php/egrad/article/view/6007

Edição

Seção

CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)