ATIVIDADES DE EDUCAÇÃO EM SAÚDE ENTRE OS TRABALHADORES DE UMA ASSOCIAÇÃO DE DOURADOS/MS

Vinícius Gabriel Medeiros Pereira, Fabiane Melo Heinen Ganassin, Elaine Aparecida Mye Takamatu Watanabe, Vivian Rahmeier Fietz

Resumo


Educação em saúde é um processo educativo complexo que tem o intuito de disseminar informações acerca dos hábitos de vida saudáveis, instruir quanto ao processo saúde-doença e medidas profiláticas, buscando a prevenção da incidência de infecções sexualmente transmissíveis, patologias de causas modificáveis, além de diminuir/evitar as complicações das possíveis enfermidades, e tendo como consequência estimular o autocuidado e propagação dos conhecimentos entre familiares e população em geral. O objetivo deste projeto foi promover educação em saúde para adultos colaboradores da Associação dos Agentes Ecológicos de Dourados (AGECOLD) servindo-se da participação e do conhecimento do grupo, incorporando processos educativos mais democráticos sobre aspectos de saúde e as condições necessárias para se ter saúde, e assim, discutir e provocar reflexão a partir do conhecimento prévio sobre as condições necessárias para se manter a saúde, desenvolver atividades de integração e motivação no intuito de melhorar o autoconhecimento e as relações interpessoais, compartilhar conhecimentos/orientações básicas sobre cuidados com a saúde, higiene, prevenção de doenças sexualmente transmissíveis e saúde do trabalhador, além de informar sobre o funcionamento e cobertura do SUS (Sistema Único de Saúde). Os encontros para o desenvolvimento das ações foram realizados na AGECOLD, em Dourados/MS. As estratégias educativas aplicadas foram apresentações em retroprojetor, teatros, vídeos, desenhos, paródias, rodas de conversa e dinâmicas de perguntas e respostas. Cada encontro com objetivos específicos sobre temas conforme foi sendo solicitado pelos trabalhadores durante os encontros que eram realizados as quartas-feiras do segundo semestre de 2017 e primeiro semestre de 2018. Dentre os resultados alcançados destacam-se a troca e ampliação do conhecimento quanto à promoção e prevenção à saúde destacando as medidas profiláticas, estímulo a prática do autocuidado e de noções de higiene e prevenção de infecções sexualmente transmissíveis. Durante a realização do trabalho foram encontradas algumas dificuldades, tais como o adiamento dos encontros por parte dos trabalhadores devido à demanda de serviço e o grande número de faltas.


Texto completo:

Sem título

Apontamentos

  • Não há apontamentos.