AÇÕES DE EDUCAÇÃO EM SAÚDE COM HIPERTENSOS E DIABÉTICOS, VISANDO A PREVENÇÃO E O DIAGNÓSTICO PRECOCE DA DOENÇA RENAL CRÔNICA EM PACIENTES DE UBS DE CAMPO GRANDE - MS- BRASIL

João Eduardo Marcotti, Paulo de Tarso Coelho Jardim, Tania Christina Marchesi de Freitas

Resumo


A Doença Renal Crônica (DRC) é um conjunto de alterações clínicas e laboratoriais causadas por uma agressão progressiva, debilitante e irreversível ao rim. A hipertensão e diabetes estão entre as principais causas de doença renal crônica, cujo tratamento é a terapia renal substitutiva (TRS). Nos últimos anos tem se mostrado um importante aumento da incidência e prevalência do doente renal crônico no Brasil. Esse projeto de extensão teve como objetivo a realização ações de educação em saúde sobre DRC para pacientes diabéticos e hipertensos cadastrados no programa de Hipertensão e Diabetes de UBSF s Nova Lima, Macaúbas e Maria Aparecida Pedrossian no município de Campo Grande-MS visando levar a esses pacientes o conhecimento para a prevenção da DRC, assim como discutir o processo do seu autocuidado. Foi ainda integrado a este projeto uma avaliação clínica e laboratorial destes pacientes visando a classificação precoce da DRC. Para atingir os objetivos deste projeto utilizou-se de metodologia participativa na realização das ações de educação em saúde, como estratégia de promoção da prevenção e o auto cuidado dos pacientes relacionados à doença renal crônica. Foram realizadas rodas de conversas, tanto de forma de dinâmicas em grupo ou em diálogo individual, apresentação de palestras sobre o tema DRC, utilizando folder, banners, slides, específicos do projeto, dentre outras estratégias. Além das ações de educação em saúde, os pacientes receberam após a consulta médica, com ajuda dos acadêmicos extensionistas a Caderneta do Hipertenso, Diabético e DRC que contem as informações sobre as doenças Diabetes, Hipertensão e DRC assim como os dados da classificação da DRC. Essa caderneta auxilia no conhecimento e autocuidado do paciente com a própria doença e o acompanhamento da evolução do paciente. As atividades ocorreram de forma semanal no período de outubro de 2017 a julho de 2018. As ações em saúde ocorreram conforme a necessidade e a disponibilidade dos pacientes das UBSF. Com efeito, foram feitos 23 ações de educação em saúde participativas individuais e em grupos na UBSF Nova Lima e cerca de 41 ações nas UBSF Maria Aparecida Pedrossian (MAPE) e Macaúbas.. Nas 3 UBSFs também foram realizadas 3 palestras com intuito de promover a prevenção e o conhecimento sobre a DRC aos pacientes hipertensos e diabéticos. Dessa forma, o projeto cumpriu com seu objetivo, auxiliando na prevenção da DRC, através da informação para o autocuidado e seu diagnóstico precoce, estimulando mudanças dos hábitos de vida através das ações de educação em saúde.


Texto completo:

Sem título

Apontamentos

  • Não há apontamentos.