A PRODUÇÃO DE TUBETES A BASE DE RESÍDUOS AGROINDUSTRIAIS PARA O PLANTIO MUDAS DE PLANTAS MEDICINAIS

Maria do Socorro Mascarenhas Santos, Leonilda Mascarenhas, Kelly Cristina da Silva Brabes, Margareth Batistote

Resumo


A região da Grande Dourados possui sua base econômica pautada no agronegócio como uma grande produtora de grãos e, mais recentemente, desponta também com a produção de cana-de-açúcar. Esta região abriga um parque agroindustrial de processamento e produção de alimentos, insumos agrícolas e biocombustível, etanol. Por sua vez, essas atividades geram um grande volume de resíduos além daqueles compostos por palhas e resto de plantas que são deixados no campo. Embora, esses resíduos de cultura sejam aproveitados sendo incorporados ao solo servindo de cobertura e posteriormente de nutrientes para o solo, os gerados no processo industrial muitas vezes não são totalmente reutilizados sendo dispostos em locais impróprios. Neste sentido, este trabalho visa reaproveitar os resíduos agroindustriais na composição de tubetes ecológicos para a produção de mudas de plantas medicinais populares. O projeto foi desenvolvido na Escola Estadual Álvaro Martins do Santos em Laguna Caarapã com os alunos do ensino médio matutino e noturno no ano de 2017. As plantas utilizadas foram o boldo-brasileiro (Plectranthus barbatus), a manjerona (Origanum majorana), ora-pro-nóbis (Pereskia aculeata), hortelã (Mentha spicata), erva-cidreira (Melissa officinalis) e Os resíduos utilizados foram o bagaço de cana e de poda de grama, que passaram por um período de secagem. A produção dos tubetes foi realizada a partir da mistura dos resíduos com amido de mandioca e água a fim de se obter uma massa moldável. Os tubetes ecológicos foram produzidos manualmente pelos alunos. Como molde foram utilizados os tubetes de PVC. Após o preenchimento do molde os tubetes foram dispostos para a secagem de forma natural em temperatura ambiente e após a secagem foram desenformados e foi realizado o plantio das mudas de plantas medicinais. O acompanhamento do desenvolvimento das plantas foi realizado pelos alunos da escola envolvidos no projeto. Após o período de desenvolvimento das plantas os alunos separaram as mudas e realizaram o plantio no pátio da escola.


Texto completo:

Sem título

Apontamentos

  • Não há apontamentos.