DIÁLOGO ENTRE HISTÓRIA E FICÇÃO NO ROMANCE “CUNHATAÍ: UM ROMANCE NA GUERRA DO PARAGUAI”, DE MARIA FILOMENA BOUISSOU LEPECKI

Autores

  • Adriely Barbosa de Oliveira

Resumo

O romance “ Cunhataí: um romance da Guerra do Paraguai” é um texto da literatura regional, de autoria feminina, que narra os feitos de um povo que não eram vistos na história oficial da Guerra do Paraguai, onde personagens como mulheres, escravos e indígenas vistos à margem figuram nesse romance de Maria Filomena Bouissou Lepecki. Guerra ocorrida entre 1865 a 1870, que foi marcada pela morte de quase todo povo guarani. Maria Filomena utiliza a guerra como pano de fundo para o romance de Micaela e Ângelo, um espião paraguaio na tropa brasileira, que por sua vez, é o elemento que desencadeia toda a narrativa. Trata-se de um texto flexível e que leva o leitor a se questionar e discutir as fronteiras entre história e ficção, não identificando a delimitação de fronteiras entre ambas. Dessa forma buscou-se destacar os aspectos históricos-ficcionais presentes na obra, bem como os fatos e personagens tanto históricos quantos personagens se confundem. Outro aspecto analisado é a presença da figura feminina em um ambiente destinado ao mundo masculino: “ A guerra”, apontando sua importância nesse conflito sangrento, retirando-as do silêncio por sua condição de mulher.


PALAVRAS-CHAVE: Literatura; Historia; Romance histórico.

Downloads

Publicado

11/08/2021

Como Citar

Oliveira, A. B. de. (2021). DIÁLOGO ENTRE HISTÓRIA E FICÇÃO NO ROMANCE “CUNHATAÍ: UM ROMANCE NA GUERRA DO PARAGUAI”, DE MARIA FILOMENA BOUISSOU LEPECKI. VII SEMANA DE LETRAS - UEMS - UNIDADE DE JARDIM/MS. Recuperado de https://anaisonline.uems.br/index.php/semanadeletras/article/view/7533