A FILA ANDA: PRESSA OU DESCOMPROMISSO?

Rose Mary Ferreira de Carvalho Leonel, Rúbia Aparecida Rodrigues Leal

Resumo


O estilo de vida dos falantes de uma determinada língua influencia sobremaneira a linguagem utilizada por eles. Fatores vários têm papel preponderante na escolha de uma ou outra maneira de se expressar pensamentos, opiniões, jeito de viver. Refletir sobre essas questões nos levou a elaborar a presente pesquisa que abordou a expressão idiomática A Fila Anda, presente nas letras de várias músicas do momento. Dentre os objetivos traçados estão a tentativa de detectar até que ponto os sujeitos se deixam influenciar pelas regras impostas linguisticamente por seu grupo; perceber os fatores os quais motivaram a origem da referida expressão; analisar os efeitos estilísticos obtidos no universo musical, além de tentar perceber o grau da capacidade do estabelecimento de associações semânticas dos autores. Para tanto, foram analisadas as letras de canções atuais que trazem a expressão mencionada anteriormente. Os pressupostos teóricos foram fundamentados em Barbosa (1991) e Orlandi (2000).

Palavras-chave: Fila. Sujeito. Linguagem. Discurso. Neologia.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN ELETRÔNICO: 2175-8719