POEMAS E TELAS DO CERRADO

Autores

  • Nilza Nantes da Silva SEMED
  • Ilza Alves Pacheco SEMED
  • Suely Cristina Soares da Gama Pereira SEMED

Resumo

O presente artigo foi desenvolvido em uma Escola Municipal do Campo, localizada no município de Campo Grande/MS,com os alunos do 7º ano, tendo como intenção socializar algumas práticas pedagógicas realizadas por meio da literatura infantil, e atividades que incentivassem a leitura e promovessem seu entendimento, considerando os conhecimentos prévios que cada aluno traz para ampliar sua visão de mundo. Usou-se  como subsidio para a realização do presente trabalho dois poetas, sendo um Manoel de Barros, por se tratar de um poeta regional. Optamos pelo seu livro  “Menino do Mato”,  e a outra, a poetisa professora   Nilza N. da Silva  com o seu  poema  “Pantaneira” .  Posteriormente  as  leituras da  obra e do poema dos poetas, realizou-as atividades diversificadas, os alunos produziram o seu próprio poema e pintura, tendo como suporte os poetas já mencionado acima onde foi conciliando o desenvolvimento do processo cognitivo com estímulos e oportunidades. Possibilitando que o aluno descubra e explore os materiais, proporcionando uma aprendizagem espontânea. Observou-se que as crianças participaram das atividades atribuídas com entusiasmo em todos os momentos, permitindo assim, o desenvolvimento de suas habilidades e exercício de sua criatividade. Durante a exposição dos trabalhos contamos com a presença da comunidade.

 

Palavras-chave: Poema. Cerrado. Leitura. Aprendizagem.

Downloads

Publicado

05/06/2018

Como Citar

Silva, N. N. da, Pacheco, I. A., & Pereira, S. C. S. da G. (2018). POEMAS E TELAS DO CERRADO. JORNADA BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO E LINGUAGEM/ENCONTRO DO PROFEDUC E PROFLETRAS/JORNADA DE EDUCAÇÃO DE MATO GROSSO DO SUL, 1(1). Recuperado de https://anaisonline.uems.br/index.php/jornadaeducacao/article/view/4967