INFLUÊNCIA AFRICANA NA ORALIDADE DE UM AFRO-DESCENDENTE DA COMUNIDADE QUILOMBOLA TIA EVA

Natalícia da Silva Ramos, Sônia Filiú Albuquerque Lima

Resumo


O presente texto apresenta o relato de pesquisa de Iniciação Cientifica pelo curso de Letras, habilitação Língua Portuguesa e Inglês da unidade de Campo Grande da Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul. Esta pesquisa teve como objetivo verificar a influência das línguas africanas no Português coloquial observado em um afro-descendente da comunidade quilombola Tia Eva em Campo Grande, MS. O texto contextualiza na história o encontro e influências das línguas africanas e as principais influências dessas línguas no Português brasileiro, encontradas em Mendonça (2012), Pessoa de Castro (1983) e Aragão (2011); O trabalho elenca e classifica essas influências africanas observadas na Língua Portuguesa falada de um morador da referida comunidade e discute as questões sociolinguísticas em torno do lugar que essas influências ocupam no Português do Brasil. Destaca-se ainda a contribuição e herança africana em nossa cultura e língua e discute-se questões como a dívida social com os negros no Brasil e o racismo ainda presente e velado, contribuindo para sua desconstrução. Acreditamos que tal desconstrução parte da discussão sobre o lugar social que as influências africanas ocupam na língua falada e na cultura brasileira e as relações de poder que demarcam tal lugar.

 

Palavras-chave: Sociolinguística. Línguas africanas. Português do Brasil. Preconceito linguístico.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.