AÇÕES AFIRMATIVAS PARA ACADÊMICOS INDÍGENAS NAS UNIVERSIDADES DE MATO GROSSO DO SUL

Autores

  • Micilene Teodoro VENTURA Professora da secretária municipal de educação de Campo Grande

Resumo

O presente artigo tem como objeto analisar a implantação de ações afirmativas nas universidades de Mato Grosso do Sul, especialmente na Universidade Federal, a partir do ponto de vista e narrativas dos/as estudantes indígenas, com especial enfoque para a relação entre os conhecimentos tradicionais e acadêmicos. O referencial teórico eleito refere-se a questões de políticas de ações afirmativas, especificadamente aos acadêmicos indígenas sobre o acesso e a permanecia em nível superior, seja ele cursos de licenciaturas específicas ou não, formação desses indígenas e currículo. Como procedimentos metodológicos, em uma abordagem qualitativa, será realizada pesquisa documental e bibliográfica. Espera-se, como resultados, compreender, na perspectiva dos sujeitos, as questões relacionadas as políticas de ações afirmativas.

 

Palavras-chave: Políticas Afirmativas; Nível Superior; Acadêmicos Indígenas.

Downloads

Publicado

05/06/2018

Como Citar

VENTURA, M. T. (2018). AÇÕES AFIRMATIVAS PARA ACADÊMICOS INDÍGENAS NAS UNIVERSIDADES DE MATO GROSSO DO SUL. JORNADA BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO E LINGUAGEM/ENCONTRO DO PROFEDUC E PROFLETRAS/JORNADA DE EDUCAÇÃO DE MATO GROSSO DO SUL, 1(1). Recuperado de https://anaisonline.uems.br/index.php/jornadaeducacao/article/view/4888