Comércio Internacional brasileiro no MERCOSUL

Larissa Fabiana Gill Chávez, Eliana Lamberti

Resumo


O objetivo do presente trabalho versa sobre as relações comerciais do Brasil no bloco MERCOSUL, tendo como objetivo primordial analisar a estrutura e o dinamismo comercial sob a perspectiva do padrão de especialização produtiva. Nos dias atuais a temática da integração econômica entre os países vem ganhando destaque como um importante elemento para o desenvolvimento. Assim, tendo em vista a diversidade produtiva regional do Brasil surge a demanda por informações sobre o padrão de especialização produtiva e a inserção no bloco, a fim de criar incentivos à produção, o que por sua vez, ampliará a competitividade internacional e o crescimento econômico no longo prazo. Nesse sentido, a identificação do padrão de especialização, da direção do comércio entre outros indicadores do comércio internacional são relevantes. Os dados de comércio foram obtidos junto ao site AliceWeb2 e se limitaram ao período de 1997-2014. A análise foi realizada pela desagregação de produto e foram considerados os valores nominais em dólar expressos em valor FOB. Com o uso da estatística descritiva identificou-se os principais produtos na pauta de comércio brasileiro, que permite analisar o padrão de especialização. Além disso, foram calculados os principais indicadores de comércio internacional, tais como: saldo de balança comercial, análise dos termos de troca e os índices de quantum e preços. Constatou-se que as exportações e importações estão ligadas principalmente a aos bens com incorporação de tecnologia no processo produtivo. As cestas exportadora e importadora – embora diversificadas, sendo composta por 97 produtos – denotaram grande concentração.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.