CONTROLE DE INSETOS VETORES DE DOENÇAS EM DEPÓSITOS DE PNEUS-RESÍDUOS

Autores

  • Victor Martins Silva
  • Luciana Cláudia Toscano
  • Edemir Feliciano Garcia

Resumo

O inadequado descarte de pneus favorece condições para a procriação de mosquitos e vários outros vetores de doenças, que ocasionam serias doenças tais como dengue, malária e leptospirose, além de trazer riscos a saúde da população. Atualmente, vários métodos são estudados para controle de vetores de doenças, um destaque é o controle químico, que tem sido amplamente utilizado no controle de insetos vetores como Aedes aegypti. Os extratos botânicos que são inseticidas naturais vêm substituindo o lugar dos inseticidas químicos. O objetivo deste trabalho foi identificar e controlar com substâncias alternativas, insetos vetores de doenças presentes em depósitos de pneus-resíduos, e divulgar, as conseqüências causadas através do armazenamento e descarte inadequado de pneus para a sociedade. O presente projeto foi desenvolvido no depósito de pneus do município de Cassilândia, localizado no estado do Mato Grosso do Sul. Foi feita a mensuração do primeiro montante de pneus encontrado nas iniciais visitas, onde havia uma quantidade de 103,5 m³ de pneus no local, depois esses pneus foram recolhidos pela empresa responsável pela coleta e novos pneus  foram descartados. Foram instaladas 3 armadilhas de espera, confeccionadas com garrafa pet, com abertura retangular lateral à meia altura (acesso do inseto) e, ao fundo do recepiente, uma solução de água e detergente para paralisar e capturar os mosquitos. Foram distribuídas em 4 pontos do local e sendo pendurada por um barbante a uma altura de 1,5m do chão. Os focos de Aedes aegypit foram encontrados em pneus fora do galpão de pneus. Os mosquitos capturado, através de suas características, (1 par de asas, 3 pares de pernas, manchas preta e branca em suas pernas e abdomen, aparelho bucal do tipo sugador), foram identificados como Aedes aegypit. As mudas plantadas de citronela teve enfoque em repelir e controlar os mosquitos no local. Foram confeccionados panfletos com orientações das causas que trazem o descarte de pneus ao ar livre, favorecendo a reprodução de insetos vetores de doenças, e métodos de controle, que são a limpeza do local e não deixar água parada. Os panfletos foram entregues para a sociedade ao redor do depósito com o intuito de conscientizar os riscos causados pelo descarte irregular de pneus no depósito. Pelo fato do local ser aberto, se não haver colaboração de órgãos públicos e da sociedade fazendo o descarte correto de pneus, manutenção e limpeza do local,sempre haverá focos e presença de insetos vetores de doenças e sendo difícil o controle e redução dos mesmos, assim afetando a saúde da população.

Downloads

Publicado

01/04/2020

Como Citar

Silva, V. M., Toscano, L. C., & Garcia, E. F. (2020). CONTROLE DE INSETOS VETORES DE DOENÇAS EM DEPÓSITOS DE PNEUS-RESÍDUOS. ANAIS DO SEMEX, (12). Recuperado de https://anaisonline.uems.br/index.php/semex/article/view/6801

Edição

Seção

MEIO AMBIENTE

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>