FISHTERAPIA PARA DEFICIENTES INTELECTUAIS EM AQUIDAUANA, MS

Autores

  • Gleice de Souza Calves
  • Ueslei Franquillin de Paula Silva
  • Lucas Ribeiro Zotesso
  • Fayane Espírito Santos
  • Cristiane Meldau Campos

Resumo

O aquarismo caracteriza-se pela técnica de criação de espécies de peixes de cores e comportamento atrativos, no qual exige o conhecimento de criação e reprodução dos peixes, além de profissionais especializados na área, como por exemplo, os Zootecnistas, os quais podem auxiliar na aclimatação, adaptação e manejo dos peixes do ambiente onde serão inseridos. A manutenção de um aquário proporciona ao proprietário momentos de calma, tranquilidade e de meditação, por ser uma atividade de contemplação. Com este trabalho o objetivo foi montar um aquário com intuito de estimular os sentidos de responsabilidade e autoconfiança de crianças com deficiência intelectual, visnado melhor rendimento escolar e melhor interação entre os alunos e a sociedade. A atividade foi realizada na Associação Pestalozzi, em Aquidauana, MS, instituição que atende alunos com diversos tipos de deficiências, incluindo a intelectual, proporcionando acompanhamento psicológico aos mesmos. A definição do grupo de alunos que seria responsável pelo cuidado com o aquário na ausência da equipe técnica foi efetuada pela própria coordenadora e professores da Associação. Foram realizadas visitas semanais da equipe técnica à escola, para montagem do aquário com peixes ornamentais de água doce e monitoramento dos mesmos. O peixe escolhido foi o Mato Grosso (Hyphessobrycon eques), porque é espécie oriunda da bacia hidrográfica do Paraguai, de fácil disponibilidade e manejo, além de sua beleza. À medida que o trabalho foi sendo desenvolvido, as visitas tornaram-se mais espaçadas. A instalação do aquário foi realizada no refeitório e os alunos ficaram responsáveis pelo fornecimento de ração aos peixes, medir os parâmetros de qualidades de água (pH e amônia) com auxílio de kits colorimétrico, de forma que proporcionasse um melhor entendimento aos mesmos, além de verificar o funcionamento dos componentes do aquário, como aerador e aquecedor, que asseguravam o bem estar dos peixes mantidos naquele local. No decorrer do projeto notou-se interesse tanto dos alunos quanto dos professores, que posteriormente sugeriram a implantação de um outro aquário maior, decorrente dos excelentes resultados adquiridos pelo atual projeto. Em virtude dos fatos mencionados, podemos concluir que a aquariofilia é um ramo que pode alcançar diversos públicos, até mesmo trabalhos de interesses sociais como neste caso, em que usamos o aquarismo como forma de auxiliar alunos com deficiência a adquirir certa responsabilidade pelo hábito de cultivarem peixes em aquário.

Downloads

Publicado

01/04/2020

Como Citar

Calves, G. de S., Silva, U. F. de P., Zotesso, L. R., Santos, F. E., & Campos, C. M. (2020). FISHTERAPIA PARA DEFICIENTES INTELECTUAIS EM AQUIDAUANA, MS. ANAIS DO SEMEX, (12). Recuperado de https://anaisonline.uems.br/index.php/semex/article/view/6683

Edição

Seção

EDUCAÇÃO

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)