A EXPERIMENTAÇÃO COMO FERRAMENTA PEDAGÓGICA: UMA PROPOSTA PARA O ENSINO DE QUÍMICA

Autores

  • Ana Caroline Silva
  • Gilberto José Arruda

Resumo

A ação extensionista é um dos mais importantes pilares da atividade universitária no ensino superior, sendo uma forma de interação da instituição com a comunidade externa, e um importante complemento para o ensino. O ensino de Química nas Escolas públicas se dá na maioria das vezes por meio de aulas teóricas, onde o conteúdo é passado de forma fragmentada, onde o aluno não consegue visualizar que as transformações químicas ocorrem e estão presentes no seu cotidiano, assim os conhecimentos que são construídos em sala de aula perdem muito de seu significado, pois não proporciona ao estudante uma relação com esse cotidiano. A experimentação ainda não é muito utilizada, em geral se dá de forma demonstrativa, a fim de ilustrar ou comprovar a teoria, onde o professor as realiza e os alunos são expectadores. Diante disso, desenvolvemos o projeto de extensão intitulado: “Seja químico por um dia”, onde apresentamos uma abordagem de ensino com aulas experimentais, onde os alunos realizam a prática experimental. As atividades foram aplicadas a alunos do ensino médio da Escola Estadual Nova Itamarati – Assentamento Itamarati, no munícipio de Ponta – Porã – MS, e da Escola João Brembatti Calvoso, no munícipio de Ponta – Porã – MS. O tema abordado foi reações de oxirredução que produzem ou consomem energia, desde a rede elétrica que abastece nossas casas, até o processo de corrosão que é definida como a deterioração de um material, metálico, em virtude da ação do meio ambiente que o modifica, por meio de um processo espontâneo, o que acarreta inutilização de estruturas de uso corrente no dia- a- dia, como nos meios de transporte, caminhões, gasodutos, latinhas. Levou-se para sala de aula o conhecimento prático de como ocorrem, como prevenir, e como retardar esse processo no âmbito do conhecimento em química na atualidade, por meio de experimentos visuais, dando abertura dentro do tema para a indagação e proporcionando assim um melhor entendimento desse assunto que é normalmente de difícil compreensão na teoria. A experimentação deste conteúdo serviu para apresentar de uma forma didática os conceitos de química, com a oportunidade de discussão dos conceitos envolvidos, mostrando-se um excelente recurso didático para a construção do conhecimento, pois favoreceu o caráter investigativo e a curiosidade som o tema abordado. Todo o aspecto de aplicação deste projeto possibilita concluir que é uma oportunidade de ensino – aprendizagem, levando-os a compreender o pensamento químico, entre explicação e fenômeno, sobre teoria e evidências experimentais.

Downloads

Publicado

01/04/2020

Como Citar

Silva, A. C., & Arruda, G. J. (2020). A EXPERIMENTAÇÃO COMO FERRAMENTA PEDAGÓGICA: UMA PROPOSTA PARA O ENSINO DE QUÍMICA. ANAIS DO SEMEX, (12). Recuperado de https://anaisonline.uems.br/index.php/semex/article/view/6669

Edição

Seção

EDUCAÇÃO