AVALIAÇÃO DAS BOAS PRATICA DE MANIPULAÇÃO DE ALIMENTOS EM UMA COOPERATIVA AGROINDUSTRIAL DO MUNICÍPIO DE NAVIRAÍ/MS

Luana Késia dos Santos Fialho, Mariana Manfroi Fuzinatto

Resumo


As cooperativas agroindustriais são filias que tem como finalidade etapas de processamentos e transformação da matéria prima, tendo com princípio a comercialização dos mesmos, diante desse fato o presente estudo teve como objetivo o acompanhamento de Boas Práticas de Manipulação - BPM em uma cooperativa agroindustrial que está localizada na área rural do município de Naviraí/MS que fabrica doces, pães e frangos, avaliando a qualidade desses produtos elaborados por meio de um questionário, foram desenvolvidos através das análises visuais, acompanhamentos mensalmente com atividades elaboradas em cima das dificuldades da cooperativa, com auxílio de cartilha, POP, treinamento/palestra e check-list. O grau de conhecimentos dos funcionários foi obtido através da aplicação do questionário dissertativo e múltipla escolha. Todos os procedimentos de avaliação seguiram a resolução RDC Nº 216 de 15 setembros de 2004. Aplicou-se um questionário avaliativo para os manipuladores de alimentos aplicou-se contendo dez questões dissertativas e de múltipla escolha para avaliação do conhecimento dos cooperados em relação às BPM. Aplicação de check-list - lista de verificação de BPM foram aplicados nas áreas que são processadas e elaboradas os respectivos produtos (doces, pães e frangos) foram realizados uma análise visual com apoio desse material. Foi observado que alguns pontos onde são elaborados os alimentos apresentavam falha inclusive na sua própria elaboração, o resultado obtido do questionário elaborado e respondidos pelos cooperados apresentou um resultado médio em algumas áreas, pois os mesmos não apresentam um grau de escolaridade básico ou completo os seus níveis de escolaridade têm sido registrados como alterável apropriado de intervir na forma como a população elege seus mantimentos, que pode ser crucial para a qualidade do autocuidado e para a competência de explicar dados referentes à proteção da saúde. Por meio da check-list – lista de verificação de BPM constatou-se que a cooperativa não possui materiais apropriados para a elaboração dos respectivos produtos frangos/pães) e a higiene nos ambientes de elaboração de acordo com a resolução. Em ambos os setores avaliados apresentou-se não conformidades tais como: edificação, instalações, equipamentos, móveis, utensílios e a higienização do local de manipulação não são periódicos. Após a realização das palestras e treinamentos, podemos constatar que a implantação da cartilha e dos Procedimentos Operacionais Padrões (POP´s), favoreceu para o controle da prática, além de contribuir para o atendimento dos requisitos das legislações vigentes de nosso pais. Os materiais relados nos respectivos materiais elaborados (cartilhas e POP´s) descrever medidas preventivas e corretivas com a finalidade de evitar as proliferações de vetores e pragas no setor de manipulação. Após a realização das atividades, podemos concluir que houve um maior envolvimento dos manipuladores de alimentos, em relação às Boas Práticas de Manipulação. Foram realizadas palestra e treinamento, a fim de aprimorar os conhecimentos dos manipuladores de alimentos da cooperativa agroindustrial, utilizando mecanismo que possibilitem a transmissão dos conceitos básicos e técnicas operacionais sobre a higienização sanitárias dos alimentos. Vale salientar, que a qualidade dos alimentos é um sistema preventivo das possíveis contaminações por meio alimentar.


Texto completo:

Sem título

Apontamentos

  • Não há apontamentos.