OS PRINCÍPIOS E OS FUNDAMENTOS DA FERMENTAÇÃO ALCOÓLICA INDUSTRIAL NO ENSINO MÉDIO

Jakcelaine Messias Leite, Cassio Henrique Moura Alkiris, Clauber Dalmas Rodrigues

Resumo


A cultura da cana-de-açúcar que inicialmente era cultivada nas regiões litorâneas do Nordeste até o Sudeste, espalhando-se para todo o interior do Centro-Sul alcançando o Estado do Mato Grosso do Sul, tornando, no início desta década, um setor importante para a economia deste estado e, ainda, apresenta um crescimento contínuo o que provoca uma crescente demanda de profissionais qualificados em diversas áreas, principalmente na agricultura e áreas relacionadas à tecnologia industrial. Porém, em contraste, a população do Estado de Mato Grosso do Sul tem uma tradição e cultura voltada para a agricultura e pecuária tradicional, com pouco conhecimento da realidade do Setor Sucroenergético. Diante desta realidade citada, este projeto propôs a divulgação deste importante setor econômico para os alunos do ensino médio (público-alvo) através de apresentações nas escolas de ensino-médio da cidade de Glória de Dourados com palestras e com demonstrações experimentais dos fundamentos da fermentação alcoólica industrial. Além disso, foi aproveitada a oportunidade para a divulgação dos cursos da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul que podem atender o setor sucroalcooleiro. Para desenvolver o presente projeto foi construído um fermentador segundo estudos da literatura, das condições experimentais industriais e adaptações para adequação ao transporte, condições ambientes e tempo necessário para a apresentação com no máximo 50 minutos. Além disso, foram elaborados materiais de divulgação do projeto e dos cursos da UEMS/Unidade Glória de Dourados, na forma de “Folder” e materiais didáticos no formato apropriado para o recurso de multimídia. Finalmente, com intuito de avaliar a qualidade da apresentação e receber sugestões, foi elaborado e aplicado um questionário com a maioria das questões abertas, após a apresentação. Em analise aos questionários notou-se que foram atendidos 81 alunos de duas escolas, a E. E. Vania Medeiros Lopes e E. E. Eufrosina Pinto, ambas são do município de Glória de Dourados. Além disso, pode-se notar o grau de satisfação dos alunos perante o projeto, o qual foi de 67,5% excelente; 27,5% como bom, e de compreensão dos conhecimentos abordados (33,33% como excelente e 58,02% como bom). Outro ponto interessante foi que a sugestão com maior frequência no questionário foi à solicitação de mais aulas experimentais, fato que demonstra a importância desta prática pedagógica no ensino-médio. Diante este fato, notou-se um grande grau de satisfação dos alunos do ensino médio que são o publico alvo, despertando interesse e curiosidade em absorver informações sobre o setor Sucroenergético, e também a importância de ter aulas experimentais para a contextualização dos conhecimentos dos alunos do ensino médio.


Texto completo:

Sem título

Apontamentos

  • Não há apontamentos.