AÇÕES EDUCATIVAS PARA A IMPLEMENTAÇÃO DO DISPOSITIVO INTRAUTERINO DURANTE O PUERPÉRIO

Mirelle Salgueiro Morini, Renata Lopes da Silva, Roselaine Migotto Watanabe

Resumo


O planejamento familiar é uma associação de atividades que auxiliam casais a planejar a chegada dos filhos e a prevenir uma gravidez indesejada, sendo assim, podemos ressaltar que uma contracepção adequada no puerpério é fundamental para a prevenção de morbimortalidades maternas e infantis, contribuindo de forma positiva para a saúde da mulher, da criança e da família. O objetivo deste trabalho foi orientar e auxiliar gestantes no período gravídicopuerperal sobre a implantação do dispositivo intrauterino (DIU) após o parto. A metodologia aplicada tem como público alvo gestantes cadastradas em duas Estratégias de Saúde e da Família (ESF) 47 e 48 : Centro Social Urbano – Jardim Água Boa e Unidade Básica de Saúde Marlucia de Araújo Lupinetti – Jardim Santo André, ambos localizados na cidade de Dourados – MS. As ações educativas foram realizadas semanalmente nas unidades de saúde, através de rodas de conversas, compartilhamento de experiências e apresentação de materiais de apoio explicativos e ilustrativos, facilitando o entendimento, tornando as atividades dinâmicas e agradáveis. Desta forma, podemos observar que ainda nos dias de hoje, as mulheres possuem muitas dúvidas e tabus sobre o assunto, e que as atividades foram essenciais e de extrema importância para orientá-las na escolha do método contraceptivo adequado, auxiliando no apoio e no esclarecimento de duvidas sobre o planejamento familiar, realizado através de um método contraceptivo não hormonal. A eficácia das atividades com as gestantes ficou comprovada através da procura e da adesão do método contraceptivo, pelas mesmas. O DIU de cobre é um método não hormonal, que pode ser iniciado imediatamente após o parto, sendo saudável e benéfico, tanto para a mãe quanto para o recém-nascido, o mesmo está disponível gratuitamente pelo Ministério da Saúde, é um método prático, seguro e principalmente pelo fato de ser não hormonal, não interfere no aleitamento materno. Tento em vista que o enfermeiro é um dos profissionais capacitados para atender a população de forma educativa e assistencial, ressalta-se a importância da implementação de ações educativas e assistenciais que garantam direitos reprodutivos do casal. Destacando assim, a importância da educação em saúde realizada em grupos de gestantes que trabalhem a temática do planejamento familiar, debatendo diretamente com as usuárias, os métodos adequados, e que se encaixem de forma positiva na promoção da saúde, durante o puerpério e durante toda a vida reprodutiva da mulher.


Texto completo:

Sem título

Apontamentos

  • Não há apontamentos.