DIVULGAÇÃO DE CINEMATOGRAFIAS EM SAÚDEDIVULGAÇÃO DE CINEMATOGRAFIAS EM SAÚDE

Melissa Rodrigues Silva, Bruno Barros Pereira, Augusto de Souza Honorato, Isabela Pierezan Barros, Antonio Jose Grande

Resumo


O Projeto “Divulgação de cinematografias em saúde” está relacionado a debates sobre saúde humana, temática a qual abrange diversas vertentes possíveis de serem abordadas, como saúde física, mental, alimentação, atividades físicas, envelhecimento e entre outras. O objetivo principal do projeto foi à divulgação das apresentações dos documentários junto às discussões sobre o tema, adequando o tema ao público alvo. Para isso foi imprescindível a compreensão prévia dos assuntos e a composição de formas variadas de divulgação, inovou-se nas maneiras de disseminar informações sobre o projeto para garantir eficácia. Além disso, para um trabalho de sucesso foi importante considerar as avaliações dos participantes e realizar coletas de dados acerca dos resultados obtidos nas sessões. A metodologia utilizada para a realização do projeto baseou-se em organização e estruturação de panfletos, postagens e apresentações e entre outras formas de exposição prévia das sessões. No dia dessas sessões os participantes reservavam o projetor, divulgavam o local da apresentação e incentivavam os outros alunos a comparecerem. Posteriormente os alunos organizavam a sala e exibiam o filme. Logo após o término do vídeo, iniciava-se uma discussão acerca dos assuntos do documentário. Em relação à divulgação, o principal resultado foi sua função de possibilitar informações acerca das exibições, tirar dúvidas do público e, essencialmente, informar as características da atividade que era realizada. Os resultados alcançados se referiram também à possibilidade de aquisição de conhecimentos oferecida aos acadêmicos da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, incluindo todos os cursos do campus (geografia, turismo, artes cênicas) e a comunidade. O Projeto Divulgação de Cinematografias em Saúde foi realizado como o planejado e foram exibidos os documentários: "Controle da Mente", "Emoções", "Cérebros Quebrados", "Porque as pessoas magras não são gordas", "Quanto vale seu corpo morto", "A vida secreta do seu relógio biológico", "Como funciona a sua memória" e outros documentários sobre sexo e gênero. Ainda que parte dos espectadores do projeto seja acadêmicos, a demanda não foi alta, o que explicita a condição precária de educação do cidadão brasileiro. As perspectivas convergem ao ponto de que o projeto é benéfico para comunidade na qual está inserido, visto que educação em saúde da população faz-se necessária e produções audiovisuais são um bom método para manter o público entretido enquanto aprende. Além disso, os conhecimentos na área médica dos acadêmicos que realizam o projeto são fontes úteis de informação e instrução para o bem da comunidade como um todo. Dessa forma, o projeto se apresenta com objetivos cumpridos e de grande importância para a construção de aprendizados para população.


Texto completo:

Sem título

Apontamentos

  • Não há apontamentos.