CICLO DE DEBATES: TEMAS TRANSVERSAIS EM SAÚDE

Liviane Michelassi da Silva, Fátima Alice Aguiar Quadros

Resumo


A educação em saúde é uma estratégia de promoção e prevenção em saúde, que busca a valorização da vivência dos indivíduos e das populações nas quais estão inseridos. Já conceito ampliado de saúde é definido como o bem estar físico, social e mental, levando em consideração todos os âmbitos que compõem o indivíduo. A união desses conceitos vai ao encontro da interdisciplinaridade, que permite o entendimento do ser humano em sua totalidade. Dessa forma, o presente projeto visa à abertura e ampliação de espaços democráticos para a troca de saberes, participação popular nos assuntos relacionados à saúde, com foco principal nas vivências de Populações Marginalizadas e suas necessidades de saúde. Assim, o “Ciclo de Debates: Temas Transversais em Saúde” propõe a criação de mesas redondas com diversos profissionais e indivíduos com vivências relevantes dentro de cada temática, sobre temas advindos de demanda espontânea, sendo esses espaços democráticos e horizontais na construção do conhecimento. O objetivo do projeto foi promover ações integrativas nas áreas de Atenção à Saúde, Saúde Mental e Educação, visando ampliar e fortalecer o vínculo entre Universidade e Comunidade externa, principalmente, no que tange às Populações Marginalizadas, focadas em atividades de promoção, recuperação e manutenção da saúde mental. Além disso, o projeto teve a intenção não só de aprofundar e desmembrar os temas da saúde, como também criar um olhar mais humanizado, individualizado e empático para cada assunto. Buscou-se fomentar a discussão dessas temáticas dentro da comunidade acadêmica da UEMS de Campo Grande, mas principalmente entre os acadêmicos do curso de Medicina da UEMS, visto que essas temáticas são usualmente negligenciadas em cursos da área da saúde. O projeto foi desenvolvido por meio de metodologia participativa, ou seja, a partir da demanda dos estudantes, principalmente de Medicina, e da comunidade externa, sendo realizado no formato de eventos com mesas redondas compostas por membros das comunidades tratadas e especialistas nas determinadas temáticas. Os eventos contaram com a participação democrática e acessível de todos os interessados, seja da comunidade externa, comunidade interna e profissionais da área temática tratada em cada ocasião. A participação da comunidade externa envolveu uma média de 30 pessoas por evento e os indivíduos eram originários tanto de outras universidades e instituições, quanto representantes das comunidades tratadas, como por exemplo, a participação de indivíduos em processo de transição sexual durante o evento de Saúde Mental da População LGBT. As discussões realizadas durante a execução do projeto, além de promover novos conhecimentos aos estudantes e comunidade, foram essenciais para que sugestões de melhorias curriculares no curso de Medicina fossem sugeridas e justificadas mediante todos os aspectos das discussões. Além disso, o desenvolvimento do projeto possibilitará a produção de material cientifico, contribuindo para o conhecimento e discussão das temáticas tratadas durante os eventos.


Texto completo:

Sem título

Apontamentos

  • Não há apontamentos.