USO SEGURO DE PLANTAS MEDICINAIS: EDUCAÇÃO EM SAÚDE APLICADA AOS ALUNOS DA UNAMI/UEMS

Daniela Pollo, Rogério Dias Renovato

Resumo


O uso das plantas medicinais constitui uma das práticas terapêuticas bastante empregadas entre as pessoas idosas devido a suas culturalidades. O objetivo deste projeto de extensão foi proporcionar ações educativas a respeito do uso seguro, orientando a respeito do método correto de utilização, esclarecimento de dúvidas sobre potenciais interações com os medicamentos, dentre outros. Deste modo, foram realizadas as atividades para os alunos da Universidade da Melhor da Idade (UNAMI/UEMS), como aula expositiva dialogada e oficinas com elaboração de materiais educativos sobre o conceito de plantas medicinal e fitoterápico. O conteúdo das aulas e os materiais oferecidos continham considerações sobre plantas medicinais, dados sobre modo de preparo, indicações, contraindicações, reações adversas e interações medicamentosas. Durante as oficinas, o enfoque foi sobre o preparo correto e seguro dessas plantas, como infusão, decocção, tinturas, pomadas, pastas alimentícias e outros. As ações educativas procuraram considerar as vivências dos idosos em relação às plantas medicinais, mas também oportunizaram a troca de saberes em prol do uso racional, alertando que tais artefatos terapêuticos requerem formas corretas e indicações terapêuticas baseadas em evidências científicas. Buscou-se, então, dialogar sobre dúvidas em relação aos tipos de preparo, conservação e eficácia. Deste modo, abordamos temas relacionados aos princípios ativos das plantas medicinais, seus riscos, reações adversas e interações com outros medicamentos. Estas ações educativas mostraram-se relevantes para promover conhecimento e maior segurança em relação ao uso de plantas medicinais pelos idosos que frequentam a UNAMI/UEMS de Dourados proporcionado pela aluna de enfermagem UEMS/Dourados.


Texto completo:

Sem título

Apontamentos

  • Não há apontamentos.