RECICLAGEM DE PAPEL COM FIBRAS DO BAGAÇO DA CANA-DE-AÇÚCAR

Leticia Soares Guimarães, Cristina Gurski

Resumo


A Educação Ambiental (EA) é um processo contínuo no qual a comunidade toma consciência do seu ambiente e adquire conhecimentos, valores, habilidades, experiências e determinações que a torne apta a agir e resolver problemas ambientais, presentes e futuros. Um dos grandes problemas que vêm atingindo a maioria dos municípios brasileiros é a quantidade de resíduos sólidos gerados, resultando em grandes impactos sociais e ambientais. Através da coleta seletiva é possível fazer o descarte e reutilização desses resíduos. A reciclagem de papel é uma prática que gera uma série de vantagens econômicas, ecológicas e sociais para o ser humano. O papel pode ser reciclado artesanalmente com fibras vegetais obtidas de diversos tipos de plantas e de resíduos, principalmente os derivados da cana-de-açúcar que possuem, em sua composição, grandes porcentagens de celulose, hemicelulose e lignina. Desta forma, este trabalho teve como objetivo conscientizar alunos, professores e funcionários da Escola Senador Filinto Müller, da cidade de Ivinhema/MS, em relação às questões ambientais como a reciclagem e a reutilização do papel utilizado dentro da unidade escolar, além de desenvolver uma técnica de fácil aplicação e baixo custo, para a reciclagem desses resíduos. A reciclagem do papel foi realizada de forma artesanal com os alunos do 7º ano do ensino fundamental no ano de 2017, misturando o papel triturado com fibras do bagaço de cana-de-açúcar cozida e trituradas, junto a mistura também foi adicionado corantes naturais com urucum e açafrão. A confecção artesanal do papel foi considerada fácil pelos alunos, que se mostraram bastante motivados com a realização da prática. O papel reciclado obteve aparência rústica, pigmentação fraca e lateral quebradiça, os alunos destacaram a importância da reciclagem para o ambiente fazendo cartões com o material reciclado em comemoração ao dia da árvore comemorado no dia 21 de setembro. Com a prática de reciclagem e reutilização é possível dar ao papel um destino diferente evitando seu acúmulo em lixões a céu aberto e aterros sanitários. Além disso, o projeto favoreceu a reflexão sobre a realidade local, como a geração de resíduos na escola, bem como, por parte das usinas sucroalcooleiras.


Texto completo:

Sem título

Apontamentos

  • Não há apontamentos.