MORCEGOS, VILÕES OU MOCINHOS? UMA QUESTÃO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL

Kymberli Fernandes Gadea

Resumo


Os hábitos noturnos e características peculiares dos morcegos provocam estranheza, sendo considerados animais pouco carismáticos pela população em geral, principalmente as crianças. Ainda nos dias atuais consideram-se raras as informações divulgadas sobre as funções ecológicas dos morcegos, sendo de suma importância a necessidade de realização de atividades educativas que forneçam conhecimentos sobre as diversas relações ambientais envolvendo os morcegos. As práticas educativas imprescindíveis para a reflexão sobre as relações entre o ser humano e os demais seres vivos, propiciando aos educandos uma visão holística do meio ambiente. Ao contrário do que muitos pensam, os morcegos possuem uma importância fundamental na natureza, agindo como dispersores de sementes, polinizadores e desenvolvendo o processo de coevolução com determinadas espécies vegetais. O presente projeto tem como objetivo desenvolver atividades em educação ambiental com alunos do ensino fundamental e médio das escolas de Dourados com a finalidade de levar conhecimento sobre a biologia, os hábitos e a importância ecológica dos morcegos, para que se tornem cidadão aptos a atuar e multiplicar informações visando o equilíbrio ecológico. Com suporte técnico e material da UEMS serão desenvolvidas diversas atividades utilizando-se recursos didáticos variados como atividades educativas, práticas e lúdicas com a finalidade de investigar as impressões dos alunos sobre os morcegos e fomentar discussões como subsídio para conhecimento e desmistificação e principalmente mostrar a relevância ecológica dos morcegos. Embora haja vários estudos que buscam esclarecer muitos aspectos da história natural dos morcegos e sua contribuição ao meio ambiente, os hábitos noturnos e características peculiares deste grupo provocam estranheza, sendo considerados animais pouco carismáticos pela população em geral, principalmente as crianças (Paiva, 2010) que são um público bastante influenciado pelos folclores, lendas e superstições permeados por conhecimentos fantasiosos ou errados a respeito dos morcegos e isso se reflete na perpetuação da informação distorcida pela sociedade. Assim sendo, a educação deve ir além dos saberes culturais.


Texto completo:

Sem título

Apontamentos

  • Não há apontamentos.