PRÁTICAS DE CONSERVAÇÃO DO SOLO NA RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS NA AGRICULTURA FAMILIAR NO MUNICÍPIO DE TACURU/MS

João Carlos Gonçalves Vilhalba, Leandro Marciano Marra, Selene Cristina de Pierri Castilho, Gledson Martins, Beatriz dos Anjos Generoso, Jean Sérgio Rosset

Resumo


A degradação dos solos está associada ao manejo inadequado dos recursos naturais ameaçando a fertilidade dos solos e a qualidade das águas superficiais e subterrâneas. Assim, o objetivo deste trabalho foi utilizar práticas mecânicas, vegetativas e edáficas na recuperação de áreas degradadas, na agricultura familiar no município de Tacuru em Mato Grosso do Sul. Foram realizados as determinações e o levantamento das áreas degradadas e das áreas de preservação permanente da propriedade estudada e realizada medições das áreas, com o uso de GPS. Em seguida confeccionados mapas com o auxílio dos softwares Qgis e Gloogle Earth Pro. Realizou-se a amostragem do solo para sua caracterização química e física. Foram calculadas, demarcadas e construídas as curvas de nível na área de estudo e no seu entorno. Estas foram realizadas através da parceria do produtor rural (proprietária do imóvel) e a Prefeitura de Tacuru-MS. Foi realizado ainda, com investimento da proprietária do imóvel, o cercamento das áreas de preservação permanente. Foram plantadas mudas de espécies nativas em covas com dimensões de 40 cm de largura por 40 cm de comprimento por 40 cm de profundidade. Realizou-se ainda uma adubação composta por 200 gramas de calcário, 200 gramas de gesso agrícola, 200 gramas de adubo mineral supersimples e 200 gramas de adubo mineral formulado 04-30-10. Por fim, foram construídos poleiros artificiais com uso de bambus. Como resultados imediatos lista-se, o georreferenciamento das áreas, o cálculo da área de estudo que apresenta 3200 m²; foram confeccionados mapas de localização; caracterização química e física do solo demonstrou que as áreas apresentam textura arenosa e baixa fertilidade natural; construído mais de 1000 metros de cerca de arame farpado para a delimitação do acesso do gado nas áreas; construídos 1200 metros de curvas de nível com 1 metro de altura e 5 metros de largura, a fim de aumentar a infiltração de água e acabar com a perda de solo pelo processo da erosão. Plantou-se mais de 500 mudas de espécies arbóreas nativas; e foram construídos 3 poleiros artificiais para abrigar a fauna o que contribui na dispersão de sementes. Com a realização das práticas mecânicas, vegetativas e edáficas realizadas até o momento foi possível observar que as áreas degradadas numa propriedade da agricultura familiar no município de Tacuru/MS iniciaram um processo de recuperação.


Texto completo:

Sem título

Apontamentos

  • Não há apontamentos.