CRIAÇÃO E MANEJO DE HORTO DE PLANTAS MEDICINAIS PARA AÇÕES EDUCATIVAS E BENEFÍCIOS À COMUNIDADE LOCAL.

Eliane Vieira, Alessandra Ribeiro de Moraes, Aline Backes Leite, Natália Hilgert De Souza Carnevali

Resumo


Para promover a difusão e do conhecimento sobre plantas medicinais, o presente projeto consistiu na consolidação do horto de plantas medicinais da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul/Unidade Universitária de Mundo Novo (UEMS/UUMN) na realização de oficinas didáticas sobre o tema. Para o horto, foi feita a manutenção periódica dos 10 canteiros instalados na UUMN que abrigam 46 espécies, identificadas com placas contendo nome popular, científico, família e finalidades de uso. A manutenção envolveu a poda e capina regular, além do controle de pragas e formigas. A produção de mudas ocorreu ao longo de todo projeto. Também foram confeccionadas exsicatas das plantas medicinais, que estão acondicionadas no Laboratório de Botânica da unidade. Está em elaboração uma cartilha com informações sobre as plantas medicinais do horto para ser usada como subsídio nas ações sobre o tema. Com o material proveniente de secagem das plantas medicinais, foram produzidos saquinhos (sachês devidamente identificados) distribuídos aos participantes da Semana Acadêmica da UUMN de 2017. As oficinas didáticas foram realizadas com os agentes de saúde dos Programas de Saúde Familiar (PSF) dos bairros Universitário/Vila Nova e Itaipu, em março e julho de 2018, respectivamente. O total de participantes das oficinas foi 24 pessoas funcionários do PSF, sendo 2 médicos, 2 farmacêuticos e 2 atendentes ,18 agentes . Cada oficina teve duração de 4 horas, sendo no início aplicado um questionário para identificar o conhecimento prévio dos participantes. Em seguida, foi ministrada uma palestra abordando o histórico e a conceituação das plantas medicinais, os princípios ativos, os cuidados necessários no uso e aspectos sobre cultivo e propagação das plantas utilizando vídeos, banner e material preservado como recursos didáticos. Ao final do encontro, os agentes puderam conhecer o horto da unidade, sendo distribuídas algumas mudas aos interessados. Após o convite da direção do PSF Universitário/Vila Nova, foi ministrada uma palestra à comunidade atendida por esse PSF sobre o “Uso de plantas medicinais no controle da Diabetes e Hipertensão”; na ocasião, participaram 18 pessoas, sendo também distribuídas algumas mudas das plantas apresentadas. Por meio da análise dos questionários e da participação do público-alvo nas oficinas, foi possível constatar que, apesar da formação na área da saúde, o conhecimento sobre o tema é rudimentar, limitado muitas vezes ao uso de plantas tradicionais como hortelã e cidreira para alívio de sintomas como resfriados e cólicos e boldo para problemas gastrointestinais entre outros. Diante dos resultados obtidos, acredita-se que a difusão do tema poderá contribuir sobremaneira para o emprego terapêutico de baixo custo e fácil acesso por meio do cultivo, manuseio e manutenção de plantas medicinais. Espera-se promover o resgate, o reconhecimento e a valorização das práticas tradicionais e populares de uso de plantas medicinais, como elementos para a promoção da saúde.


Texto completo:

Sem título

Apontamentos

  • Não há apontamentos.