INTERNACIONALIZAÇÃO DA MEDICINA COMO PRÁTICA LOCAL: ASPECTOS DE TRADUÇÃO, MOBILIDADE E VISIBILIDADE

Vitor de Souza Vergara

Resumo


O presente trabalho de extensão teve por objetivo promover ações relacionadas ao aspecto de internacionalização do curso de medicina da UEMS. Essa ação de extensão possui interfaces com a política de adequação dos cursos de graduação e pós-graduação para atender o item internacionalização do ensino superior, presentes nos itens de avaliação de curso e nos editais de fomentos de pesquisa externos. Visou mais especificamente criar ações estratégicas de visibilidade e mobilidade acadêmica. Para tanto, foram planejadas as seguintes ações: produção de vídeos bilíngues (português/inglês), produção de material impresso em forma de folders em versão bilíngue, criação de uma fanpage do curso de medicina em colaboração com a assessoria de imprensa e de relações internacionais, bem como divulgação de editais e de ações de mobilidade acadêmica. A ação pretendeu atingir outras universidades locais e internacionais, e fomentar nos acadêmicos interesses em desenvolver aptidões para trabalhar a linguagem científica para apresentação de trabalhos orais e facilitar a mobilidade acadêmica entre as universidades. A internacionalização tem sido um aspecto central nas políticas de reformulação dos projetos pedagógicos dos cursos de graduação, bem como se traduz em palavra-chave nos editais de fomentos e ainda como aspecto transcultural na formação acadêmica no século XXI. Como métodos para se alcançar os objetivos houve: a realização de grupo de estudo sobre internacionalização e mobilidade acadêmica; realização de oficinas com resenhas científicas; realização de folders bilíngues, em cooperação com a assessoria de comunicações e de relações internacionais; criação de fanpage em mídias sociais como Facebook abastecida pelo extensionista e assessoria de comunicações. Os resultados alcançados se basearam nas relações e encontros internacionais objetivando dar visibilidade acadêmica ao curso, e possibilidade de parcerias para mobilidade, mobilidades que dependem da demanda, e que, até o momento podem ser realizadas para Canadá e Cuba, e países integrantes da Rota Integração Latino Americana; elaboração de material folder em espanhol e apresentação em Power Point na língua inglesa, utilizados em encontros e apresentações para universidades estrangeiras; início do processo de associação com IFMSA Brazil; realização de encontros, English Club. Pode-se concluir com base no que foi apresentado até o momento que as ações desenvolvidas tiveram a importância de afinar laços com outros países, para que se pudessem ter novas possibilidades de mobilidade acadêmica, além de desenvolver meios para se divulgar informações sobre a universidade e sobre o curso de medicina da UEMS.


Texto completo:

Sem título

Apontamentos

  • Não há apontamentos.