A QUESTÃO DA DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA NO ÂMBITO DOS CURSOS DA ÁREA AMBIENTAL DA UEMS E UFGD NO QUE TANGE AO USO DE REVISTAS CIENTÍFICAS QUE TRATAM DO LIXO ELETRÔNICO

Sarah Godoy Silvestre, Aguinaldo Lenine

Resumo


O conhecimento sobre estudos relativos ao lixo eletrônico ainda é recente, principalmente quando se trata de seus efeitos nocivos, tanto no meio ambiente quanto nas pessoas. Entretanto, já se tem confirmação que este é um dos lixos mais tóxicos que pode existir. Logo, é importante que ações de extensão possam proporcionar a divulgação e o debate sobre esse conhecimento, gerando capacitação e condições para que mais alunos possam inteirar-se dessa área. Nesse sentido, a divulgação científica do assunto é imprescindível. A popularização da ciência ou divulgação científica pode ser conceituada como “o uso de processos e recursos técnicos para a comunicação da informação científica e tecnológica ao público em geral”, dessa forma, é a tradução de uma linguagem mais científica para uma linguagem mais leiga, a fim de atingir um público maior. No Brasil, cerca de 500 mil toneladas de lixo eletrônico são descartadas por ano em locais inadequados e alguns materiais tóxicos, que compõem esse tipo de resíduo, contaminam o meio ambiente. A situação pode piorar com os sucessivos recordes de consumo. De acordo com o artigo publicado no jornal O Estado de São Paulo (Rodrigues, 2008), a vida útil de um computador não passa de 5 anos, enquanto um celular não chega durar 6 anos. Em levantamento da universidade das Nações Unidas, o mundo produz 14 milhões de toneladas de resíduos eletrônicos anualmente. Esses resíduos, ao serem destinados para os grandes lixões a céu aberto, podem causar danos à saúde, tanto animal quanto humana. Um dos problemas com a divulgação científica, é que ela está disponível apenas para um número comparativamente pequeno de pessoas. Portanto, é necessário haver um esforço muito grande para aumentar o acesso a este tipo de informação, para que a população possa desfrutar da ciência em qualquer momento de sua vida. Sendo assim, seria muito importante ampliar as ações de divulgação científica permitindo um maior fluxo de informações relacionadas à ciência e tecnologia em todos os setores da sociedade. Dentre todos esses esforços, é de suma importância que no meio universitário seja uma prática cotidiana o acesso à leitura e a publicação de toda a produção universitária, quer seja no ensino, pesquisa ou extensão, visto que são indissociáveis. Promovendo aos alunos mecanismos de debater e informar a respeito do tema em questão, principalmente no que tange ao uso de revistas científicas.


Texto completo:

Sem título

Apontamentos

  • Não há apontamentos.