REALIZAÇÃO DE PALESTRAS PARA DIVULGAÇÃO DO CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS EM NAVIRAÍ-MS

Gabriela Nantes de Carvalho, Fabiane Charão Gomes, Keila Kauana Ribeiro Serena, Lucas Rodrigues de Sousa, Adriano Heleno Akita, Priscila Neder Morato

Resumo


O profissional da área de alimentos, além de realizar análises qualitativas e quantitativas nos alimentos, também pode trabalhar no desenvolvimento de novos produtos, testes de toxicidade, análises microbiológicas, trabalhando desde a colheita, no desenvolvimento industrial, no transporte e armazenagem dos produtos, até chegada do alimento à mesa do consumidor, garantindo a qualidade em toda cadeia produtiva alimentar. O crescimento da indústria de alimentos, e o surgimento de um mercado consumidor cada vez mais exigente e consciente têm requerido a melhoria da qualidade sanitária e nutricional dos produtos comercializados. Assim esse projeto teve o objetivo de divulgar e esclarecer essas informações sobre o profissional, o mercado de trabalho, e a área de alimentos em geral, por meio de palestras educativas. Nesse sentido, foram desenvolvidas oito, com atividades participativas, momentos de discussão e oportunidade para perguntas, permitindo interação entre palestrante e plateia, a fim de esclarecer dúvidas, contribuir com a fixação de conteúdo aprendido, e atrair atenção e interesse de potenciais alunos para o curso de engenharia de alimentos. Foram selecionadas as escolas municipais (E. M. Marechal Rondon, E. M. José Martins flores, E. M. José Carlos, E. M. Milton Dias) para a apresentação de palestras para os alunos do 8º e 9º ano, expondo as informações de maneira simplificada para o entendimento do público-alvo. Após cada palestra, foi aplicado questionário aos alunos para avaliação do entendimento e também para avaliar a equipe palestrante. Como resultado dos questionários aplicados aos alunos para avaliação do conhecimento adquirido sobre a profissão, obteve-se uma média de 86,30% de acertos nas quatro questões aplicadas para um total de 301 alunos participantes. Para avaliação da equipe palestrante 91,36% dos estudantes disseram que suas dúvidas sobre o curso foram esclarecidas e as notas dadas pelos alunos para equipe palestrante, foram: 1,33% ruim, 3,65% razoável, 14,62% bom e 80,40% ótimo. Com isso, concluiu-se que o projeto atingiu seu objetivo de levar o conhecimento e despertar a curiosidade sobre o curso de Engenharia de Alimentos para futuros potenciais acadêmicos do curso.


Texto completo:

Sem título

Apontamentos

  • Não há apontamentos.