EXTENSÃO GRUPO DE ESTUDOS CURRÍCULO - DIVERSIDADE - EDUCAÇÃO: IDENTIDADES E DIFERENÇAS

Danielli Machado Arakaki, Andréa Natália da Silva

Resumo


O projeto de Extensão Grupo de Estudos Currículo - Diversidade - Educação: identidades e diferenças, na UEMS têm como objetivo propiciar estudos, leituras, discussões, projetos de pesquisas para tccs, mestrado e doutorado e produções teóricas sobre as identidades e as diferenças, no âmbito do currículo educacional da educação básica e educação superior. São campos empíricos dessas discussões os espaços educacionais que contemplem e ou não a diversidade cultural. O projeto tem como objetivo propiciar discussões interdisciplinares sobre Currículo - Diversidade - Educação: identidades e diferenças. As temáticas e conceitos estudados têm como foco a criança, o jovem e o adulto da educação básica e ou da educação superior, seja elas/eles pessoas com necessidades especiais, do campo, das aldeias indígenas, dos assentamentos, dos acampamentos, dos quilombos, dos circos, dos parques de diversão, dos grupos de ciganos, dos diferentes grupos culturais, dos grupos étnicos, dos grupos religiosos, do grupo LGBT, dos povos fronteiriços dentre outros. Participam desse Projeto de Extensão Grupo de Estudos: professores da UEMS na Unidade de Maracaju e Ponta Porã, professores da educação superior e educação básica de Maracaju e Ponta Porã, acadêmicos da UEMS Maracaju e Ponta Porã e pesquisadores interessados de outras IEs. Os encontros são realizados de 15 em 15 dias, nas Unidades da UEMS em Maracaju e Ponta Porã. Ao final dos encontros será apresentado um texto memorial sobre as reflexões e estudos realizados no grupo de estudos para apresentações em eventos científicos. . Quanto às vivências e aprendizados no projeto, este mostra que ainda é incipiente o estímulo/motivacional para que haja uma participação de acadêmicos/as e professores/as em quantitativo numérico. Contudo, vale destacar que está ocorrendo sim, a ampliação das relações científicas e, por que não dizer interdisciplinares e interculturais dos acadêmicos, durante o processo de formação docente, em especial da pedagoga bolsista, quanto a ensino, à pesquisa e à extensão, já que durante o andamento deste viabilizou a inserção de um bolsista em Ponta Porã e três em Maracaju. Um levantamento na biblioteca da Unidade UEMS de Maracaju sobre TCS atestou que se podem encontrar doze trabalhos de pesquisas suscitados ou consolidados a partir das discussões dos temas sobre Gênero, Sexualidade, Etnias, Raças, Educação Especial, necessidades educação do campo, povos indígenas, povos ciganos, afrodescendentes, dos quilombos, dos circos, dentre outros.


Texto completo:

Sem título

Apontamentos

  • Não há apontamentos.