EDUCAÇÃO FINANCEIRA NAS ESCOLAS

Claudemira Tereza Assunção, Eliana Lamberti

Resumo


O cenário econômico brasileiro atual, tem trazido tempos de crise para a nação. Até o presente momento somos 61 milhões de inadimplentes. Resultado da facilidade de crédito obtidos, porém com os últimos acontecimentos políticos que refletiram diretamente na economia, uma crise se abateu e a maioria das famílias sofrem com a falta de planejamento, pratica que resultaria em alento para o período de crise. O consumismo entre os jovens também é um vício preocupante para a formação de uma vida financeira saudável. A Educação Financeira se torna fundamental para o desenvolvimento e crescimento social, ensinar o valor do dinheiro, a importância da responsabilidade e a prudência de poupar se tornam elementos de sobrevivência no meio em que vivemos. Este projeto tem como objetivo a inserção da disciplina de Educação Financeira no currículo escolar das escolas do município de Ponta Porã. Através de parceria com a Secretaria Municipal de Educação, foram organizados encontros semanais com alunos de oitavo e nono ano (do ensino fundamental) que permitiu que 187 alunos da rede municipal de em três escolas distintas, participassem de encontros semanais com conteúdo direcionado para: Planejamento doméstico e empresarial, Noções Básicas sobre Economia, Mercado de Capitais, Economia Internacional e o Empreendedorismo. Foi possível constatar que os alunos demostraram interesse pela disciplina assim como elevou a autoestima dos mesmos, conforme relato de diretores das escolas. Os alunos tiveram de aplicar na prática o conteúdo trabalhado e criar um empreendimento (com produção, administração e venda de algum produto (o escolhido foi a produção de brigadeiros). Como resultado do projeto-piloto desenvolvido no final de 2017, foi possível arrecadar R$ 830,00 com as vendas dos alunos, onde R$ 230,00 foi destinado para compra de materiais esportivos para a escola. Conclui-se que a Educação Financeira é uma disciplina que deve ser incorporada no currículo escolar, pois contribui para o desenvolvimento e crescimento social, por produzir um “efeito multiplicador” entre alunos-escola-família-sociedade por meio de ações empreendedoras e conhecimentos financeiros, possibilitando uma vida financeira saudável e consciente.


Texto completo:

Sem título

Apontamentos

  • Não há apontamentos.