AULAS PRÁTICAS NO ENSINO DE CIÊNCIAS NA ESCOLA ESTADUAL SILVIO FERREIRA, COXIM, MS

Andréia Helpis Barbosa, César Yuji Fujihara

Resumo


Apesar das aulas práticas serem importantes ferramentas para o ensino de ciências - pois fazem com que o processo de ensino e aprendizagem saia do modelo tradicional fundamentado essencialmente no uso de livros didáticos e possibilitam que os alunos consigam compreender melhor os conteúdos abordados em sala de aula -, a grande quantidade de atribuições dadas aos professores e as limitações impostas pelo sistema educacional tornam-nas de difícil aplicação. Contudo, com o desenvolvimento das Tecnologias de Informação e Comunicação, variadas estratégias e possibilidades de aulas práticas, com uso de materiais de baixo custo, vêm sendo cada vez mais divulgadas. Dentro deste contexto, o presente trabalho teve como objetivo fornecer apoio aos professores de ciências e biologia para execução de aulas práticas simples e de baixo custo, visando dinamizar a aprendizagem, relacionar os conteúdos com o cotidiano e desenvolver a compreensão do trabalho científico. O projeto de extensão foi realizado na Escola Estadual Silvio Ferreira em dois anos: o primeiro, no decorrer de agosto a novembro de 2017 e, o segundo, de fevereiro a maio de 2018. Os conteúdos práticos foram selecionados pelos professores titulares dos componentes curriculares de acordo com os conteúdos teóricos ministrados. Com a seleção, elaboraram-se os Planos de Aulas e os Roteiros de Atividades e testaram-se a viabilidade das práticas. Algumas atividades foram alteradas por não terem apresentado adequação ao conteúdo teórico, não serem interessante ou fornecerem pouco desafio para execução. Os temas das aulas práticas trabalhados foram: Energia nos sistemas físicos; Temperatura e calor; Métodos anticoncepcionais; Deslocamento e velocidade média; Leis de Newton; Órgãos dos sentidos; Sistema sanguíneo; Os estados físicos da matéria; Movimento de rotação da terra; Misturas homogêneas e heterogêneas; Poríferos e Cnidários; Sistema Cardiovascular; Nematódos; e Platelmintos. Durante o desenvolvimento das atividades práticas - que envolveram, por exemplo, a observação de materiais biológicos, a criação de modelos ilustrativos ou guias, exames de sangue e a execução de experimentos - foi possível perceber que alguns alunos já haviam assimilado o conteúdo teórico e, inclusive, associavam a atividade com os conteúdos ministrados em sala de aula. Outros, ao explorarem as atividades, relacionando-as com o cotidiano, conseguiram assimilar os conteúdos apresentados em sala de aula. Ao término de cada tema e atividades executadas, os alunos eram estimulados a discutirem as relações entre os conteúdos teóricos abordados pela professora e as atividades práticas realizadas, enfatizando-se a importância das observações, dos experimentos e da análise mais detalhada no processo de aprendizagem em ciências.


Texto completo:

Sem título

Apontamentos

  • Não há apontamentos.