ARTE E AFIRMAÇÃO DE DIREITOS

Jefferson Henrique Ramos Alves, Célia Maria Foster Silvestre

Resumo


O projeto de extensão Arte e afirmação de direitos” tem como objetivo desenvolver um conjunto de atividades artísticas, visando a superação da violência e a reflexão a respeito de gênero e direitos dos jovens. As atividades envolvem aulas de violão, rodas de música e grupo de poesia com jovens da rede básica pública de ensino e jovens kaiowá e guarani das aldeias Amambai e Limão Verde, localizadas no município de Amambai, Mato Grosso do Sul. Através do aprendizado com o violão, os jovens entram em contato com instrumentos musicais; desenvolvem atividades que os ajudam em sua coordenação motora, as letras das músicas favorecem as reflexões sobre o contexto social e suas vivências. A poesia entra como instrumento capaz de incentivar a escrita dos jovens, escrever o que se sente, de mostrar ao próximo um pouco da sua realidade, de trazer o outro para mais perto, de evidenciar os fatos que os jovens presenciaram. A arte como um aparato das ciências sociais, introduzindo reflexões através do rap e da poesia. O projeto é realizado em parceria com a Secretaria de Assistência Social de Amambai, que disponibiliza o espaço e os instrumentos musicais. A música surge, nesse contexto, como via de acesso e entendimento dos seus direitos, assim como a poesia traduzida para o guarani-kaiowá. A música também é instrumento para expressar os sentimentos e falar das expectativas. Ao mesmo tempo que aprendem a tocar violão, os jovens guarani e kaiowá compartilham suas experiências e dificuldades, fazendo da música uma linguagem para expressar seu cotidiano. O projeto é desenvolvido no contexto das ações do Programa de Extensão OJAPO TAPE OGUATA HINA: se faz caminho ao andar (PROEXT/MEC/2014), vinculado à Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, curso de Ciências Sociais, Amambai, em parceria com docentes da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), em execução nos anos de 2017 e 2018.


Texto completo:

Sem título

Apontamentos

  • Não há apontamentos.