PLANEJAMENTO E COORDENAÇÃO DE PALESTRAS SOBRE LUZES INVISÍVEIS PRESENTES NO NOSSO COTIDIANO DESTINADAS AO PÚBLICO INFANTIL

Heloísa Morro Ribeiro dos Santos, Hiana Muniz Garcia, Natali Amarante da Cruz, Eliane Kujat Fischer, Graciele Vieira Barbosa, Alberto Adriano Cavalheiro

Resumo


O ensino de ciências é uma área muito importante na formação escolar, mas a forma pedagógica adequada deveria incluir experimentações e observações de fenômenos, uma metodologia quase nunca utilizada nas aulas regulares. Como consequência, desde muito jovens, o estudante não se identifica com profissões deste tipo, o que compromete o aprendizado ao longo de sua formação e ainda cria estereótipos negativos. Este trabalho é parte de um grande projeto pensado para levar às crianças de 6 a 10 anos, um pouco do ambiente de aprendizado adequado no campo das ciências; usando o tema das radiações infravermelho e ultravioleta. O objetivo foi traduzir o conhecimento estabelecido para a linguagem infantil e contextualizá-lo com experimentos facilmente compreendidos pelas crianças. Foram utilizados controles remotos de aparelhos domésticos, celulares, câmeras de vídeo, plantas, comidas e bebidas, montando apresentações que envolvessem a luz infravermelha ou a luz ultravioleta, ambas invisíveis ao olho humano, mas facilmente

detectável através de abordagens específicas. O público-alvo desta ação foram alunos das séries iniciais do ensino fundamental, matriculados nas escolas públicas de Naviraí e microrregião. O tempo de apresentação foi de 40 minutos, dividido em quatro blocos. No primeiro bloco, é apresentado um trecho do filme infantil “Tá Chovendo Hambúrguer”, em que a personagem principal encontra dificuldade em ser aceito como cientista. No segundo e terceiro blocos são demonstrados os experimentos com luzes infravermelha e ultravioleta, sempre permitindo que as crianças manipulassem os experimentos à vontade e fizessem perguntas. No último bloco, as crianças receberam o material promocional, produzido com auxílio financeiro de um projeto de parceria entre CNPq e Instituto TIM. Todas as apresentações foram acompanhadas de registros fotográficos e estão disponíveis na página de Internet https://albecava8.wixsite.com/luzesinvisiveis. Conclusivamente, a abordagem da experimentação, por mais simples que fossem os experimentos, despertaram nas crianças vários sentimentos promissores, como curiosidade, encantamento e vontade de ser cientista no futuro, tornando este resultado um bom parâmetro para melhoria no processo pedagógico desde os anos iniciais da formação escolar.


Texto completo:

Sem título

Apontamentos

  • Não há apontamentos.