RECICLAUEMS - COLETA E REAPROVEITAMENTO DE LIXO ELETRÔNICO NA UEMS DE CASSILÂNDIA

Autores

  • Edemir Feliciano Garcia
  • Aécio Brusch
  • Gabriela Freitas
  • Rafael Reverendo Vidal Kawano Nagamine

Resumo

Segundo a Organização Mundial da Saúde, o lixo eletrônico cresce três vezes mais do que o lixo convencional e ainda não tem destinação adequada. As placas de circuitos eletrônicos podem conter componentes que liberam substâncias altamente impactantes para o meio ambiente, tais como o lítio, o ródio, mercúrio e outros metais pesados, além de solventes orgânicos, que constituem materiais poliméricos, que podem ser liberados com o aquecimento ou disposição inadequado de placas de circuítos impressos. Apesar de a legislação brasileira exigir dos agentes públicos um gerenciamento ambientalmente adequado para os resíduos sólidos, muitos desses materiais ainda são descartados de forma inadequada, ou ainda, encontram-se nas residências das pessoas que não sabem o que fazer com tais resíduos. Este projeto propõe a coleta do lixo eletrônico disponível no município de Cassilândia, no Estado de Mato Grosso do Sul e dar lhe um destino mais apropriado, de modo a conscientizar a população da importância de descartar este tipo de lixo de maneira adequada. Ao instalar pontos de coletas fixas nas Escolas Estaduais, são proferidas palestras sobre o projeto. Além dos pontos fixos, observou-se a necessidade de instalação de pontos móveis de coleta, em locais de grande circulação de pessoas, tais como praças ou estacionamento de supermercados. O lixo recolhido está sendo encaminhado para um depósito na Unidade Universitária de Cassilândia, onde os diferentes materiais (plásticos, metais, placas e componentes eletrônicos) são separados. Após separados, os materiais que não tem aproveitamento são repassados para o serviço de coleta seletiva de resíduos e os componentes eletrônicos em bom estado serão reaproveitados em outros projetos na universidade. As placas e processadores que contêm metais nobres, tais como ouro e platina, são encaminhados para o laboratório de química para extração destes metais, via processos de diluição em ácidos fortes seguido de precipitação. Ao término do projeto pretende-se elaborar uma cartilha sobre o descarte correto deste tipo de resíduo.

Downloads

Publicado

11/04/2019

Como Citar

Garcia, E. F., Brusch, A., Freitas, G., & Nagamine, R. R. V. K. (2019). RECICLAUEMS - COLETA E REAPROVEITAMENTO DE LIXO ELETRÔNICO NA UEMS DE CASSILÂNDIA. ANAIS DO SEMEX, (10). Recuperado de https://anaisonline.uems.br/index.php/semex/article/view/5379

Edição

Seção

MEIO AMBIENTE

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)