PRODUÇÃO IN VITRO DE EMBRIÕES COMO FERRAMENTA PARA PRODUZIR GENÉTICA ESPECIALIZADA AOS PRODUTORES DE LEITE DE MATO GROSSO DO SUL

Autores

  • Ana Caroline Bini Lima
  • Christopher Junior Tavares Cardoso
  • Silvio da Silva Oliveira
  • Mirela Brochado Souza-Cáceres
  • Marcus Vinicius Morais Oliveira
  • Fabiana de Andrade Melo-Sterza

Resumo

Como objetivo geral do trabalho consta a produção de embriões de genética superior para alavancar
a produção de leite do Mato Grosso do Sul. Para a realização deste, foram designados como
objetivos específicos à produção in vitro de embriões bovinos, a criopreservação de embriões
bovinos e capacitação da mão de obra especializada em biotecnologias da reprodução. Para tal, foi
realizada a coleta para obtenção dos Complexus Cumulus Oophorus (CCO´s) através de aspiração
folicular guiada por ultrassonografia (OPU) de 6 vacas da raça Pantaneira. Os CCO´s coletados
foram rastreados e classificados e os considerados viáveis (grau 1, 2 e 3) foram levados a MIV por
24 horas. Em seguida foi realizada a FIV e para tal, foi utilizado sêmen congelado oriundo de touro
da raça Pantaneira com fertilidade comprovada. O sêmen foi selecionado utilizando o gradiente
Percoll® e adicionado às gotas de fecundação, as quais permaneceram por 18-22 horas em
incubadora. Após esse período foi realizado CIV dos prováveis zigotos por 7 dias. Os blastocistos
de qualidade 1 foram vitrificados. Todas as etapas da PIVE foram realizadas em incubadora à
38,5ºC, atmosfera de 5% de CO2 e umidade saturada. Os embriões considerados viáveis foram
transferidos à receptoras da raça Nelore submetidas a sincronização prévia do estro. Neste período
foram realizadas 4 rotinas de OPU/PIVE, em que foram obtidos 353 COC’s viáveis, gerando uma
taxa de viabilidade de 81% (353/435). A taxa de blastocistos no D7 foi de 39,4%
(blastocistos/COCs), sendo que 67% foram considerados viáveis para vitrificação. Dois dos
embriões crio preservados foram transferidos e ambas transferências foram bem-sucedidas
resultando em 100% de prenhez. Embora inicialmente a proposta fosse trabalhar com animais da
raça Girolando, o trabalho deste ano atingiu muitos de seus objetivos como capacitação da mão de
obra e criopreservação de embriões bovinos, além disso os animais da raça Pantaneira apresentam
rusticidade e demais características interessantes para os produtores da região de Aquidauana-MS.
O presente projeto será continuado para aumentar o número de embriões e prenhezes produzidos
por essa técnica e dessa forma então atingir o grande objetivo que é disponibilizar material genético
de maior qualidade para os produtores de leite da região.

Downloads

Publicado

03/03/2017

Como Citar

Lima, A. C. B., Cardoso, C. J. T., Oliveira, S. da S., Souza-Cáceres, M. B., Oliveira, M. V. M., & Melo-Sterza, F. de A. (2017). PRODUÇÃO IN VITRO DE EMBRIÕES COMO FERRAMENTA PARA PRODUZIR GENÉTICA ESPECIALIZADA AOS PRODUTORES DE LEITE DE MATO GROSSO DO SUL. ANAIS DO SEMEX, (9). Recuperado de https://anaisonline.uems.br/index.php/semex/article/view/4040

Edição

Seção

TECNOLOGIA E PRODUÇÃO

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

<< < 1 2